Segunda-feira, 11.03.19

''Contra os revoltosos actuou então, a par das forças do governo, uma «Coluna Negra›› compósita que Teófilo Duarte, D. Quixote desvairado, arrastava atrás de si, sem tino, pelo País fora, de pendão alçado, jurando pelo nome de Sidónio....''

Mestre José Augusto França, Portugal nos Anos 20

A 12 de Janeiro, há uma revolta em Santarém, ligada ao Partido Democrático.

O governo emite nota oficiosa dizendo  que o golpe é ''capitaneado por democratas e secundado por agentes bolchevistas. ''  . (Adelino Maltez)

Teófilo jurara perante o cadáver de Sídónio Pais, vingança.

Teófilo comanda tropas que dominam a Beira-Baixa e ameaçam as forças que sob comando de Abel Hipólito se batem contra os monárquicos de Paiva Couceiro.

Uma bandeira negra de seda, com os dizeres ''Glória a Sidónio Pais'', é o estandarte das forças da Beira Baixa.

Que vai fazer, Teófilo?

Marcha contra Abel Hipólito?

Ou ajusta contas com os democráticos?

A ''coluna negra'' marcha da Covilhã sobre Santarém e vai ajudar esmagar a sedição dos amigos de Afonso Costa.

Quem está, para o caso de pessoas que foram relevantes na vida abrantina, com Teófilo?

Quem luta para vingar o Presidente-Rei?

artur elias da costa

Elias da Costa

João Duarte Marques

images

 

João da Costa Andrade

42550027865_88180dc3c7_o

Os três são beirões, e Andrade e Marques foram colegas de Teófilo Duarte, no colégio dos Jesuítas de S.Fiel, fechado pela República. Elias da Costa estudou no Liceu de Castelo Branco. Um judeu não fazia boa figura num colégio da Companhia, especialmente quando estava bem vivo o racismo anti-semita na Cova da Beira. 

Os três foram fervorosos salazaristas e Duarte Marques '' considerava-se um ''fanático consciente de Salazar.''

Mas Sidónio não foi vingado logo, voltariam os democráticos, até que a espada de Gomes da Costa (financiado em boa parte pelo dinheiro do abrantino Martins Júnior, que pagava as dívidas de jogo do caudilho) vingou Sidónio.

E abriu caminho aos soldados que se batiam debaixo do estandarte negro da vingança.

ma

acho que faltava isto na biografia de Elias da Costa  



publicado por porabrantes às 13:26 | link do post | comentar

Quarta-feira, 03.08.16

sidónio.png

(...)

 

 

sidónio 3.png

(...)

sidónio 8.png

sidónio na lenda.png

 Um grande livro e um panfleto à antiga de António de Albuquerque, com a colaboração do anarquista e comunista Manuel Ribeiro, que depois da conversão seria um ''famoso'' e medíocre romancista católico. Outro dos convertidos famosos desta leva foi o pai do Senhor Dr.José Miguel Júdice.

António de Albuquerque ajusta contas, sem piedade, com Sidónio Pais e defende Machado Santos. Se quer saber história da república leia on-livre o livro,

E como as coisas dão trabalho deve-se citar quem fez o favor de colocar on-line a edição:

sidonio 11.png

 António de Albuquerque é este.. Um fidalgo à antiga.

mn 



publicado por porabrantes às 21:20 | link do post | comentar

Sexta-feira, 08.01.16

António Faustino Júnior.antigo soldado de Infantaria, em S.Domingos de Abrantes, conta como viu matar a Sidónio Pais.

Uma grande entrevista de António Justino Coutinho.

O entrevistado era nonagenário.

 

mn



publicado por porabrantes às 22:41 | link do post | comentar

Domingo, 01.11.15

 

clemência.png

ANTT O SÉCULO 1936

A poderosa empresária abrantina não seduziu apenas aquele que seria, nos papéis, porque na letra da lei seria outra coisa (1), o seu 2º marido Balduíno de Seabra, militar, político republicano, deputado às constituintes de 1911, adido militar em Paris com Sidónio

clemencia zahara.jpg

Candeias Silva, Zahara,. 2010

 governador civil fascista do Porto, usou do sua influência pessoal, de poderosa empresária, das ligações políticas do Seabra, para que políticos influenciassem os Governos em apoio às suas pretensões. E quem sabe, usou do encanto feminino. 

Temos a prova,

 

 

TÍTULO: Carta do deputado do Congresso da República José Barbosa

DATAS DE INÍCIO: 1917-07-05

DATAS DE FIM: 1917-07-05

LOCAL DE PRODUÇÃO: Lisboa

 

RESUMO: Carta do deputado do Congresso da República José Barbosa intercedendo por D. Clemencia Dupin (Casa Dupin), que lhe pretende falar de problemas com o seu negócio devido a proibições da 1ª Guerra..

AUTOR: José Barbosa

TRADICAO DOCUMENTAL: Original

 

IDIOMA/ESCRITA: Português

(texto do  Arquivo do Ministério de Estrangeiros)

 

Quem era o Barbosa? Era um cabo-verdiano, o único dessas Ilhas que fora eleito (com o Balduíno) nas listas quase únicas de 1911. Era este

josé nozolini barbosa.png

 

O Barbosa era importante

directorio_rep_pt_-_jose_barbosa.jpg

Na foto, ao lado esquerdo, acho que está Machado Santos e do lado direito, o segundo parece ser o latifundiário da Golegã, José Relvas

 

'' (...) Foi cortejado pelos grandes partidos mas preferiu ingressar num pequeno partido, o partido Unionista. Desde o início do novo regime foram-lhe oferecidas várias pastas ministeriais e posições vantajosas no Ultramar, como sejam a de Alto Comissário de Angola e de Moçambique e embaixadas no estrangeiro mas recusa quase tudo que o afastasse de Lisboa. No entanto, aceitou ser ministro das Colónias no governo de Álvaro de Castro e foi encarregado pelo governo português para conduzir negociações secretas com os governos aliados (França e Estados Unidos) sobre assuntos ligados com a marcha da guerra. A partir de Junho de 1916 foi director do jornal lisboeta A Lucta substituindo Brito Camacho que deixara o lugar em virtude da mobilização para a França aquando da I Guerra Mundial. Como jornalista, fugindo ao espírito da época, "ataca, mas não insulta; argumenta, mas não conspurca." Era presidente do Conselho Superior de Finanças quando faleceu

(...) diz esta excelente página genealógica da sua família. (2)

 

Era unionista, dos amigos de Brito Camacho, que apoiariam Sidónio, como o Balduíno.

 

A carta a pedir favores para Dupin & Cª é de 5-7-1917.

 

Já dissemos que a Casa Dupin cresceu com negócios de guerra.

 

Em Dezembro de 1917, os unionistas como o Barbosa, os integralistas como o Pequito Rebelo, os militares descontentes, os monárquicos liberais (contrariando ordens expressas de D.Manuel II), os anarquistas da CGT, os católicos, todos unidos, elevam Sidónio, ex-chefe da representação lusa em Berlim, junto do Reich, ao poder.

 

Restam perguntas: a esta legítima actividade de lobby do Barbosa, corresponderam apoios económicos da Casa Dupin ao Partido Unionista????

É uma pergunta legítima e talvez tenha sido assim, mas no estado da questão não conheço provas. Mas sei que  a política está relacionada com o dinheiro das empresas. Perguntem a Jeff Bush.....

 

mn

 

(1) Foi bígama Clemência Dupin? Provavelmente.Fica para outro dia

 

(2) http://www.barrosbrito.com/4354.html. Por curiosidade procurem na página e encontram familiares actuais do deputado José Barbosa em Abrantes.

 

 

 



publicado por porabrantes às 16:27 | link do post | comentar

Quinta-feira, 22.10.15

zeferino falcão 2.png

 

 

 

O Doutor Candeias Silva afirmou, salvo erro, no Jornal de Alferrarede, distinta publicação académica onde colabora,que não era um especialista no período da República. Nota-se.....

José Maria Eça de Queiroz definiu-se a si próprio como ''especialista em ideias gerais''.

No extracto citado o sábio  e  esforçado Candeias fez a biografia  de Zeferino Falcão durante a República. E esqueceu-se que o clínico foi Presidente da Câmara Alta do Parlamento.O mais alto cargo que um abrantino ostentou durante a República.

E, diz-me um descendente de Z.Falcão, que o insigne leprólogo, que o médico abrantino e dono da quinta que Pombal expropriou aos jesuítas, em Punhete, foi o primeiro abrantino, acho eu, a presidir a uma Câmara parlamentar durante a República, se República se pode chamar à ditadura de Sidónio.

Não esqueceu o abrantino a Assembleia da República ,que em boa hora editou esta obra, que acabei de acrescentar à minha biblioteca e que oferecerei ao Dr. José Risques Correia da Silva, ainda dono de metade de Santa Bárbara, descendente de Zeferino Falcão.

zeferino falcão 4.png

É melhor ser homenageado pelas Cortes de Portugal, que ser esquecido por Candeias Silva num artigo da Zahara.

zeferino falcão 5.png

Os papéis de Zeferino Falcão e do seu pai Zeferino da Serpa Pacheco, em parte publicados por Eduardo Campos, grande estudioso de coisas abrantinas, na Nova

Eduardo Campos.png

Aliança, estão na posse da família e não serão naturalmente disponibilizados a amadores.

O diário de Zeferino  Serpa Pacheco é imprescindível para fazer a História de Abrantes no século XIX, em especial sobre as guerras liberais.

Para que a citação fique completa foi o Doutor Miguel Santos, da Universidade de Coimbra, que biografou Z.Falcão para a obra citada.

Santos, Miguel D. 2012. Zeferino Cândido Falcão Pacheco. In Os Presidentes do Parlamento Português - I República (1910-1926), ed. Assembleia da República, 499 - 508. ISBN: 978-972-556-562-9. Lisboa: Assembleia da República - Divisão de Edições.
   

  

  mn

o general António Maria Baptista foi 1º Ministro, comandou S.Domingos, teve larga ligação à cidade mas era do cu-de-judas



publicado por porabrantes às 10:49 | link do post | comentar

Segunda-feira, 22.09.14

 

 

O capitão Baptista era terrível, apesar de estar a dormir na noite de 5 de Outubro de 1910, em São Domingos desta cidade, e apesar de ter deixado um civil sozinho assaltar o quartel e proclamar a República, o Martins Júnior da Moagem.

 

 

Imediatamente o Baptista se tornou num republicano dos piores e ficou muito ofendido pelo General Pimenta de Castro ter montado um regime autoritário.

 

 

 

 

No ''Alarme'', em 1915 apelou o Baptista, mais o dr. João Damas e o dr. Godinho de Constância aos votos.

 

Infelizmente o slogan do Baptista não valeu de nada, o Sidónio Pais um ano ou dois depois tratava deles. 

 

MA

 

PS-Abrantes estava integrada no círculo de Tomar 

 

fonte CM Tomar



publicado por porabrantes às 19:21 | link do post | comentar

Domingo, 11.08.13

Suponho que a Casa da Dona Felismina é a mais alta, a seguir está a Igreja que não sei  se já tinha sido desalojada das bestas.

 

Tenho os papéis algures mas ainda não os li, o postal é dos anos 20 do século passado e isto é a rua principal do Rossio de Abrantes, a da Escola Primária.

 

As bestas eram os muares e outras cavalgaduras que o bom senso pedreiro-livre tinha alojado na década de dez na Igreja paroquial.

 

Reza a lenda....

 

As bestas já deviam ter saído, estamos depois de Sidónio a quem uma delegação de senhoras abrantinas apresentou cumprimentos na Estação do Rossio aí por 1918 .....dando graças pela reabertura das Igrejas ( durante muito tempo só a da Santa Casa na cidade esteve aberta)

 

 

Iria a D.Felismina com elas e já agora a D.Maria Cristina Ataíde Castel-Branco, cuja casa vemos a seguir ao longe????

 

 

 

Lá entre as árvores ao pé da ponte ferroviária, a casa dos nossos amigos arq. Duarte Castel-Branco e do  António.....

 

Quem sabe, um dia encontrarei a lista de quem foi agradecer ao Sidónio,  como encontrei este lote de postais e ainda a farmácia do Dr. Silva Tavares, 1º presidente da junta de Alferrarede que está em vias de extinção....

 

 

 

mais fotos aqui

 

O Sr. Dr.Silva Tavares é o Pai do Presidente da Tubucci, Dr. Paulo Falcão Tavares. Acho que a Senhora que a está na foto é a Mãe do nosso amigo Paulo, a saudosa Drª Salomé.

 

 

Há mais novidades, sobre casas?

 

Há.

 

Vai finalmente ser editado o estudo do peticionário nº 1, eng. José Albuquerque Carreiras sobre a Casa Almada. Já não era sem tempo.

 

 

Andamos demasiado preocupados com velharias?

 

Deixo para amanhã  a transcrição dum post noutro blogue sobre a importância do ''avental'' na indumentária das pegachas.

 

 

MN 

 

 



publicado por porabrantes às 21:08 | link do post | comentar

Sábado, 10.09.11

 

 

 

 

devemos tirar ideias deste cartaz duma manif popular?

acho que sim!!!

até aqui tenho sido piedoso com o rural estercorário.

mas atacou ele, a mando do cónego (foi nomeado porta-voz da fábrica da Igreja dos caça-heranças (1)) a maçonaria.

como atacou, mentindo, o Bispo do Porto....

deixo a defesa da honra do Prelado para o Noronha, a mim cabe-me defender o nome limpo das Lojas

e recordar que se uma Loja ou a Maçonaria é atacada, responde da maneira que achar mais correcta.

quando o maçon Sidónio Pais atacou a liberdade de associação, traindo o seu juramento maçónico, fez-se assim

  

a culpa pode ter sido do GOL.....e o castigo excessivo....

mas acho que os traidores merecem sempre punição....

e não acho que executar Miguel de Vasconcelos tenha sido um crime, mas antes justiça....

 

Miguel Abrantes

 

(1) Com o encargo de fazer também o Comendador Pimenta testar a favor do Graça!!!



publicado por porabrantes às 12:43 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Vingar o Presidente-Rei (...

Sidónio, por Dom António ...

Morte de Sidónio Pais

Políticos & Empresários, ...

Zeferino Falcão, Presiden...

Com o candidato Baptista,...

a casa da felismina e a d...

programa anti-carrilhista

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds