Sábado, 15.06.13
Diz-nos o nosso amigo Sr.Lalanda: 
Artur Lalanda  disse sobre A tribo dos Fode no Sábado, 15 de Junho de 2013 às 12:23:

     

Fui pessoalmente, vitima da célebre carga da cavalaria da GNR sobre os apoiantes de Delgado, nas redondezas do liceu Camões. Os passeios eram varridos pelas espadas dos cavaleiros e quem não encontrava uma porta aberta para se proteger, era atingido. Enquanto muitos sangravam, em consegui uma porta para me recolher e ficar a aguardar que a onde passasse para... fugir.

 

 

Caro amigo: Procurei fotos da carga de cavalaria da GNR com que foram brutalmente reprimidos em 18 de Maio de 1958 os partidários de Delgado à saída do Camões, não encontrei, mas temos esse vídeo com Salazar como voz do fundo e a GNR a conter o povo à porta do Camões onde Delgado fora votar.

 

Há outros rastos:

 

 

 


       iva delgado   

 

Delgado falando em 18-5-1958

 

 

O Sr. Lalanda pode ver aqui se há  aqui conhecidos entre os presentes. Mas muitos antes antes no Camões, lutava o abrantino tenente-coronel Luís Mesquitela (o dono da Quinta da Capela) contra os ''rojos'' em Espanha e ...  

 

 

 

o capitão aviador Delgado dava no Ginásio do Liceu Camões uma conferência sobre luta anti-guerrilha nas ruas, para o caso dos bolcheviques se alçarem. E lá está a bandeira da entidade patrocinadora. A benemérita Legião Portuguesa. Delgado fez um livro sobre tácticas anti-guerrilha a meias com um militar de Tomar, Fernando Oliveira, de que há várias edições, para a Legião, PSP, GNR, etc...

 

Bem se continuo a conversa nunca mais janto....

 

Abraço caro amigo

 

Miguel Abrantes 



publicado por porabrantes às 20:28 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.09.11

imagem gamada à `IURD''

 

 

 

 

O nosso amigo Sr.Lalanda evoca o Sr. Cónego Albano Vaz Pinto: 

     

Quando eu era garoto, junto com muitos outros miúdos da minha idade, costumávamos acompanhar o Padre Albano, que montado no seu cavalo, ia distribuindo rebuçados pela garotada, sempre que regressava da Tinalhas, onde havia bons estabelecimentos comerciais, para a Póvoa de Rio de Moinhos, onde residia. No dia que o Padre Albano ia a Tinalhas, era festa para a garotada.

 

 

Agradecemos ao Sr.Lalanda este testemunho precioso. O sr.Lalanda é um bocadinho mais jovem que nós, mas tanto ele como nós, tivemos catequistas decentes que nos alertaram para seitas capazes de tudo e nos explicaram as coisas básicas como aquelas que dizem

 

''ROUBAR É PECAD0''  

 

enganar velhas beatas acenando-lhes  com a vida eterna para que testem a favor da IGREJA 

 

 

TAMBÉM  É PECADO

 

e mais grave que o anterior .....especialmente se praticado por um clérigo acolitado por um solicitador da treta.......

 

e tudo isso era óbvio para gerações educadas por Albano Vaz Pinto ou pelo seu sucessor em S.João, Luís Ribeiro Catarino..... 

 

naturalmente houve coisas na catequese que me deu o Irmão Leandro do La Salle que eram impróprias para menores e mentira,

 

sustentava ele que La Pasionaria era a maior ''puta'' que tinha Espanha produzido e que Francisco Franco era um santo e um homem piedoso.

 

A primeira parte era uma mentira piedosa, porque além raia há piores, e  a segunda devia ser verdade porque uma vez a Nova Aliança publicou um editorial onde se dizia o mesmo.

 

O Eduardo Campos reproduziu-o a páginas tantas do seu catálogo ''A Imprensa Periódica de Abrantes'', ed. CMA, livro onde quase tudo se recomenda excepto o prefácio que é da autoria do Alves Jana (naturalmente corrigido e censurado pela chefa), onde a mediocridade do novo-rico (na clandestinidade) assoma em todo o seu beato esplendor.

 

Miguel Abrantes

 

PS-Os nossos cumprimentos ao Sr.Lalanda 



publicado por porabrantes às 15:08 | link do post | comentar

Segunda-feira, 01.08.11

Intervenção do munícipe Artur Lalanda

 

Esteve presente o munícipe Artur Nogueira Lalanda, residente na Rua Nova, em Abrantes, que apresentou uma exposição relativamente à ponte na Ribeira da Abrançalha, fazendo algumas referências à actuação da Câmara Municipal e dos Serviços Municipalizados, no que toca a esta matéria. Fez também a entrega de um documento relativo a estas questões, que se anexa à presente acta.

.

A Presidente da Câmara disse que, face à gravidade e ao tom das acusações proferidas pelo munícipe, nomeadamente à sua pessoa, sob as quais obviamente não se revê, o assunto seria remetido para os serviços jurídicos da autarquia, para análise.  

 

in reexistir por abrantes

 

A petição agradece ao Sr.Lalanda o acto cívico de ir à Sessão da CMA reclamar sobre a situação calamitosa da ponte da Ribeira da Abrançalha.

 

A petição manifesta o seu espanto pela resposta da Presidente !!!!!

 

 

Nesta foto de propaganda camarária vemos a D.Maria do Céu, o cónego Graça (com a mão no nariz), Sua Excelência Reverendíssima o Senhor Bispo de Portalegre e Castelo Branco, D.Antonino  e mais alguns políticos profissionais socialistas.

 

A petição espanta-se com o tom de ameaça barata da responsável pela edilidade.

 

A petição recorda que o regresso à política idiota  de Nelson Carvalho de atirar com processos judiciais para aqueles que eram vítimas da desastrada e imbecil gestão do colega de Júlio Bento na autarquia e nos tribunais, é um tiro no mimoso pé da senhora edil e um acto que fará a CMA cair no rídiculo mais glorioso, regressando aos bons tempos em que o Jerico fez desatar uma enorme gargalhada na opinião pública e publicada nacional sobre a forma da CMA agir!!!!!

 

 

 

Em Portugal, os tribunais são independentes e sensatos e mandaram atirar para o cesto do lixo casos idiotas como os do Jerico!!!!

 

A petição usará todas as formas legais para manifestar a sua solidariedade ao grande abrantino Sr. Lalanda e por enquanto não assumirá a posição do Cónego Graça na foto publicada acima.

Este gesto do Vigário recorda-nos o conselho do senador Andriotti, papa da Democracia Cristã Italiana e conselheiro preferido de Paulo VI.

 

 

 Votem na DC, mesmo que o façam tapando o nariz......

.      

 

A referência à Santa Madre Igreja, de que Maria do Céu é fiel  e ao Sr.Bispo, leva-me a perguntar a Maria do Céu para seguir os conselhos da Hierarquia. porque não manda fazer uma comissão de inquérito à espectacular fortuna amealhada por um conhecido ex-Vereador.

 

Por exemplo, este sábio conselho:

 

 

''O enriquecimento ilícito é crime e é imoral", disse ontem o bispo de Viseu, D. Ilídio Leandro, no terceiro debate promovido pelo Correio da Manhã..
O prelado adiantou que "é crime usurpar o bem comum para interesse próprio".

 

Estou certo que D.Antonino tem a mesma opinião que o seu colega de Viseu..... 

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 23:22 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Terça-feira, 14.06.11

O moralista Pina da Costa, insigne exemplo de boy (apesar da idade que tem) socialista dissertou na Barca sobre a conspiração da Imprensa (privada) contra o Estado Social e o PS, numa caterva de disparates que mereciam ser incluídos nas antologias do ramo.

 

O Pina da Costa devia ser contratado pelo Padre Rosa para editorialista principal do blogue Pico do Zêzere, onde ao lado de Jota Pico, e sob a batuta clerical, competiria para ver quem diz mais enormidades por post no Distrito de Santarém.

O ingénuo  Pina da Costa diz que os medias condicionam os eleitores e que são eles (enquanto agentes dos obscuros interesses financeiros) que decidem as eleições.

 

O P.Rosa, que deve ter saído do mesmo seminário que o Pina, costumava berrar nos sermões a mesma coisa. A ''má imprensa'' era condicionada por forças obscuras (a maçonaria, os judeus, os jeovás) e por isso o povo só devia ler o boletim paroquial e as Novidades.

 

Pina da Costa confia tanto neste raciocínio sobre a burrice endémica dos eleitores, que deve ser dos que defendeu a adopção do mesmo sistema caciqueiro em Abrantes com a ajuda das empresas amigas.

 

Como toda a gente sabe é o esposo da Chefa que trata destes assuntos sórdidos.

 

Tudo isto seria apenas uma anedota, dada a personagem, se ele não tivesse participado na privatização de sistemas de serviços que deviam estar em mãos públicas e hoje estão em mãos privadas (e estrangeiras) neste concelho!!!!

 

Suponho que isso, seria o menos se os tais sistemas funcionassem bem e não pessimamente como toda a gente sabe.

 

Para darmos ideia de como é que a CMA trabalhava no tempo do Pina transcrevemos este parecer da CADA-Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos:

 

Parecer nº 295/2007

Data: 2007.11.14

Processo nº 404/2007

Requerente: Câmara Municipal de Abrantes

I - Pedido

A Câmara Municipal de Abrantes (CMA) solicitou o parecer da CADA relativamente ao acesso, por parte de Artur Lalanda, a diversos documentos.

II - Factos

1. Em 13.7.2007, Artur Lalanda solicitou à CMA certidão das “Informações nº 218, de 2007/06/06 da Divisão de Ordenamento e Projectos - Serviço de Empreitadas e nº 125/2007, da DOP-Serviço de Empreitadas, referidas na proposta de deliberação (...) aprovada por unanimidade, na Reunião de Câmara de 19 de Junho de 2007, aque se refere a Acta nº22, apropósito da “Concepção e Execução de Pontão na EM 547, sobre a Ribeira de Abrançalha (...)”

 

2. Através de ofício, datado de 7.8.2007, a CMA informou o requerente do indeferimento do pedido tendo em conta o seguinte:

- não era concorrente ou contra-interessado na empreitada em causa;

- não comprovou, nos termos do artigo 64º, nº 2 do Código do Procedimento Administrativo, interesse legítimo na obtenção das certidões em causa.

 

3. Não satisfeito com a resposta obtida, Artur Lalanda, em 27.8.2007, invocando o artigo 65ºdoC PAe  aLei nº 65/93, de 26 de Agosto, solicitou à CMA a reapreciação da decisão referida no número anterior. E para além  das antes pedidas, solicitou também certidão “da Informação da D.A.G., data de 17 de Abril de 2007, sobre o desvio da conduta do SMA, integrada no mesmo processo”.

 

4. Na sequência de informação interna (de que juntou  cópia), a CMA, em 26.9.2007, solicitou à CADA a emissão de parecer sobre a decisão a proferir. Conforme consta da informação interna referida “o procedimento do concurso já decorreu”, sendo que a “obra foi concluída e recebida provisoriamente”, devendo o processo da empreitada, nos termos do “Decreto-Lei 55/99”ser “arquivado após o

decurso do prazo de garantia e recepção definitiva” (artigo 226º e 227º)”.

 

III - Direito

1. O diploma ao abrigo do qual foram efectuados os pedidos de acesso, aLei nº 65/93, de 26 de Agosto , foi revogado pelaLei nº 46/2007, de 24 de Agosto (cfr. artigo 40º), em vigor desde dia 1.9.2007 (cfr. artigo 41º), que passou a regular o acesso aos documentos administrativos e a sua reutilização, e que de ora em diante designaremos como Lei do Acesso aos Documentos Administrativos (LADA). Assim, o presente parecer, solicitado já na vigência da LADA, será emitido ao abrigo desta lei.

 

2 . ACMA encontra-se sujeita à LADA [cfr. artigo 4º, nº 1, alínea e)].

 

3. De acordo com a alínea a) do nº 1 do artigo 3º da  LADA, considera-se documento administrativo qualquer suporte de informação sob forma escrita, visual, sonora, electrónica ou outra forma material, na posse dos órgãos e entidades referidos no artigo 4º, ou detidos em seu nome. 

4. Os documentos requeridos (informações constantes de um processo concursal respeitante a uma empreitada) são documentos administrativos, sujeitos ao regime de acesso referido no número anterior. No que respeita à situação em apreço importa determinar se o acesso aos

documentos requeridos se encontra sujeito a à restrição prevista no artigo 6º, nº 3 da LADA, que refere o seguinte: “O acesso aos documentos administrativos preparatórios de uma decisão ou constantes de processos não concluídos pode ser diferido até à tomada de decisão, ao arquivamento do processo ou ao decurso de um ano após a sua elaboração”.

 

5. Ora, conforme é referido pela entidade consulente, o procedimento concursal do qual fazem parte os documentos em causa já se encontra concluído, pese embora não ter ocorrido a recepção definitiva da obra.

 

6. Assim, face ao acima referido, considera-se que no caso em apreço não há lugar à aplicação da moratória prevista no artigo 6º, nº 3 da LADA, devendo os documentos solicitados ser facultados ao requerente.

 

IV - Conclusão

Em razão do antes referido é parecer da CADA que devem ser facultados ao requerente os documentos por este solicitados. 

Comunique-se.

Lisboa, 14 de Novembro de 2007

 

Moral da História:

 

O nosso amigo Sr.Lalanda queria cópia de uns documentos que a Lei lhe autorizava consultar......

 

A CMA não lhos queria facultar por algum obscuro motivo.

Na CMA trabalha pelo menos um jurista  e há pelo menos 2 advogados avençados.  Não acredito que algum advogado fosse capaz de parir uma resposta tão rafeira como esta: 

 

''Através de ofício, datado de 7.8.2007, a CMA informou o requerente do

indeferimento do pedido tendo em conta o seguinte:

- não era concorrente ou contra-interessado na empreitada em causa;

- não comprovou, nos termos do artigo 64º, nº 2 do Código do Procedimento

Administrativo, interesse legítimo na obtenção das certidões em causa.''

 

Se eu fosse Presidente da Câmara despedia o gajo que redigiu isto num abrir e fechar de olhos, a menos que fosse eu que tivesse dado ordens para vedar o acesso a uma informação ''reservada''. 

 

Moral da história: O Pina e a malta que com ele compartilha o poder político deve aprender que o princípio da Democracia é a obediência à Lei e não ao cacique.

 

O que fizeram ao Sr.Lalanda só tem um nome: abuso de poder e é punido criminalmente.

 

A figura que fizeram na CADA só tem um nome: o ridículo mais absoluto. Ou seja a marca da casa do Pina dos Decotes.....

 

Miguel Abrantes

 

(Esquecia-me de mandar cumprimentos para o Sr.Lalanda!!!!)

  



publicado por porabrantes às 17:12 | link do post | comentar | ver comentários (1)

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Uma carga de cavalaria

''ROUBAR É PECAD0''

Chamem o jurista!!!!

Artur Lalanda versus CMA

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12

18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds