Sexta-feira, 30.10.15

A farmácia Mota Ferraz foi erguida por este homem

motta ferraz.png

era um tramagalense, nascido na então aldeia em 1852. Formou-se em Coimbra em 1878. Em 1879 abriu uma pharmacia na Vila de Abrantes, onde já residia desde 1870. Para construir a farmácia comprou a Ermida do Socorro à Santa Casa e deu cabo dela, erguendo o edifício onde está a botica.

farmácia mota.png

 Foi ainda Manuel Motta Ferraz, na política,  Vereador pelo Partido Regenerador, naturalmente por convite do cacique regional Avellar Machado (e naturalmente adversário de Solano e do Ramiro Guedes) em 1892, estando por lá até 1908. A ele se deve especialmente a instalação da luz eléctrica na Vila.

Dalguma forma deu cabo da Capela do Socorro (a principal culpa foi dos irresponsáveis da Santa Casa que venderam um templo secular pró camartelo, já havia anacletos nessa época), mas o Ferraz preservou o que pôde, do que achou com valia artística na capela e integrou-o no novo edifício.

O negócio urbanístico do Ferraz teve contornos obscuros e deu polémica.

Mas não é disso que se trata. 

Trata-se que na próxima sessão da CMA se vai discutir a saída da Farmácia do centro histórico para o cu de judas ou seja para os arrabaldes manhosos, que a anarquia urbanística bioquista e dos seus herdeiros na CMA (Humberto & Carvalho, CRIA-Comissão de Ruinação da Identidade de Abrantes, LDA)  implementaram com fogoso e insano entusiasmo, a dar para a  indómita inconsciência. 

mota transferência.png

Já sabemos que a posição histórica da actual edililidade sobre transferências de farmácias, é a postura neo-liberal dum Pilatos fanático do ''laissez-faire, laisser-transférer''', protegendo os farmacêuticos, à custa dos interesses da população.

Há coisas dessas que andam pelos Tribunais como foi o caso da Bemposta.

 

taf bemposta.png

 

 Também sabemos que o processo de reboleirização da Cidade de Abrantes já se processou e que o Centro histórico, o miolo da maçã urbana (para usar uma metáfora utilizada pelo arq. Nuno Portas  no célebre programa ZIP-ZIP, quando ainda não nascera a Sara Morgado) está apodrecido e deserto.

Ao lado da farmácia estava assim.....

casa maestro santos silva.jpg

 As pessoas vivem nas urbanizações que fizeram a fortuna do pato-bravismo (1) e é lógico que que os serviços se queiram deslocar para junto dos clientes.

A Farmácia quer ir para uma zona chamada Olival Basto, é isto, aqui vivem os abrantinos de agora.

olival basto.png

 O centro histórico, onde montou botica o tramagalense, está às moscas e continuam a matá-lo.

Não são edis, são coveiros.

Vai uma vista da Farmácia, quando o insensato do Henrique Augusto (no intervalo de berrar:  Viva Salazar!!!!, que nem um possesso)

correio de abrantes.jpg

terminou com a Feira e o mercado semanal de Abrantes, no local onde se realizava desde a Idade Média. O Rocio da Vila. Estive outro dia em Palermo, noutro dia em Maastricht. Os civilizados holandeses continuavam, como nos tempos medievos, com o mercado na praça central. Os sicilianos também. Expliquem a esta gente que os holandeses são burros....

Maastricht_Market_14.jpg

 MN

 (1) E não só, veja-se a benta fortuna.....

Créditos: sobre Motta Ferraz, artigo de Mestre Diogo Oleiro, que aliás saiu anónimo.

Foto do tramagalense: idem

Edital da Reunião da CMA de 3-11-2015

Foto da casa do Maestro Santos e Silva: Artur Falcão

Foto da cidade do tratado: http://askan.biz/2015/03/28/the-big-one-maastricht-market-netherlands-2/

   

 

 

 



publicado por porabrantes às 12:01 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Mais uma machadada no cen...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds