Segunda-feira, 24.08.20

Não se tem publicado nada sobre o teatro abrantino no dezanove. JM.Batista conta uma cena de 1844, no Teatro, que depois se chamaria Taborda, estavam os actores no palco e o público a ver a peça, quando chegou notícia duma revolução em Torres Novas.

O público abandonou em pânico o teatro e recusou-se a ver mais peças, deixando a companhia à míngua. Só não morreram à fome, porque a hospitalidade dos abrantinos lhes tirou a barriga de misérias.

Entretanto os revolucionários marcharam sobre Castelo Branco, ignorando a praça de Abrantes.

1844.png

JM.Batista, Jornal do Centro Promotor das Classes Laboriosas, 1853

O articulista refere-se à revolta de Torres Novas contra Costa Cabral e o público andava avisado, porque os insurrectos marchando de lá, aboletaram-se bem perto em Tomar, antes de demandar a capital da Beira Baixa.

Cá no burgo residia ampla colónia de refugiados espanhóis, conhecidos por radicais, e havia o temor que se juntassem aos alçados.Costa Cabral dá ordens para prender os ''anarquistas'' e conduzi-los em coluna militar para  o Forte de Peniche.   (1) Mais pormenores no artigo citado, que tem relevante informação sobre a situação militar da vila.

mn

(1)Ver artigo de Luis Dória na Análise Social sobre a revolta e a estadia do Barão de Leiria, em Abrantes, ao comando de forças cabralistas, no link. 



publicado por porabrantes às 16:51 | link do post | comentar

Quinta-feira, 15.08.19

A Ordem Terceira da Vila de Abrantes já funcionava antes de 1571, no Convento de S.António, na Abrançalha. No sec XVII funcionava no Convento da Esperança.

convento da esperança igesparr

Mas o facto das freiras e noviças serem umas bisbilhoteiras e nalguns casos pior que isso ( Rodrigo de Bivar apanhou um processo inquisitorial por ser freirático ou seja ''engatatão'' de freiras), levou os Irmãos a decidirem abandonar a Esperança, para se verem livre das religiosas.

freiras curiosas

Frei Francisco de Santiago, Crónica da Província da Soledade, Lisboa, 1762

O bom do frade cronista não anotou se as noviças continuaram a ser umas puras donzelas, como eram as Meninas de Odivelas.

Odivelas era o Convento da bela Madre Paula, favorita do Magnânimo.

Por causa das freiras passou a Ordem Terceira para o Convento de S.António, onde está o edifício Pirâmide. Em 1717 iniciaram obras para aí fazerem nova Igreja, que ficou pronta em 1721.

Não sabemos se mandaram afixar um aviso proibindo a entrada às freiras da Esperança, por causa do recato e das moscas.

O processo do médico Bivar por cortejar freiras, discriminará se engatava as das Esperança, ou as da Graça. Ou a todas.

No inícios do século XX.....Solano de Abreu mantinha um harém de coristas no Convento da Esperança, então Teatro Taborda

.O Convento continuava a ser um depósito de puras donzelas, para recreio dos abrantinos.     

solano maltrapilhos AS

Nos intervalos escrevia coisas destas, que os seminaristas não consideram literatura abrantina, devido a terem saído da pena dum libertino.

Um dia deu um jantar a uns amigos, velhos conhecidos da boémia coimbrã.

Entre eles um Bispo.

No final da jantarada, animado pelo champanhe, disse à mulher do feitor: -Ò Maria, mostra a c....a Sua Excelência Reverendíssima.

Obediente e fiel, como eram as serviçais de antanho, a Maria iluminou o Bispo.

Terá ganho o Céu?

mn

créditos: Frei Francisco de Santiago

 

 

   

 



publicado por porabrantes às 09:37 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19.02.18

Image00005_derivada.jpg

 Como destruiram o Teatro Taborda e a Isilda ficou calada  

 

Gazeta do Tejo, 2001



publicado por porabrantes às 15:12 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15.01.18

teatro animatógrafo 1910.jpg

 A utilização dos Teatros abrantinos com fins religiosos e políticos é velha.

Em 1913 a fita educativa era o enterro dos frustrados chefes do 5 de Outubro, o suicida Cândido e o psiquiatra Bombarda abatido por um maluco na véspera da intentona

ma



publicado por porabrantes às 13:22 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.06.14

 

 

 

Museu:
Museu Nacional do Teatro
N.º de  Inventário:
MNT 239015
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Espólio documental
Denominação:
Folheto da peça "O Rato Azul"/Tournée Artística do Ginásio/T. Taborda (Abrantes)
Título:
O Rato Azul
Autor:
Desconhecido
Local de Execução:
Abrantes
Oficina / Fabricante:
Tip. Morgado
Datação:
1911 d.C.
Matéria:
tinta
Suporte:
papel
Técnica:
impressão
Dimensões (cm):
altura: 30.2; largura: 21;
Descrição:
Folheto da peça "O Rato azul", comédia em 3 actos, com tradução do alemão por Xavier Marques, levada à cena pela Tournée Artística do Gymnasio (Ginásio) (da qual faz parte a primeira actriz do Teatro Nacional, Augusta Cordeiro), no Teatro Taborda, em Abrantes, no dia 24 de Julho de 1911. Do elenco fizeram parte os seguintes actores: Augusto Machado, Telmo Larcher, Cardoso, Carlos Moutinho, Silvestre Alegrim, Julio Candeira, augusta Cordeiro, Sofia de Oliveira, Herminia, Guida Machado, Maria Correa, Candeira. A acção desenrola-se em Berlim no inicio do século.  Folheto amarelo com a identificação do Teatro, data, Companhia, nome da peça e seu tradutor, bem como o elenco.
Incorporação:
Doação - Manuel Bairrão Oleiro''
Ficha e imagem do Museu Nacional do Teatro
Naturalmente agradece-se ao ilustre museólogo abrantino  Dr. Manuel Bairrão Oleiro ter dado este programa do Teatro Taborda ao Museu Nacional do Teatro. É este Museu um dos melhores de Portugal e o local certo para guardar a memória do Teatro abrantino.
MN


publicado por porabrantes às 22:18 | link do post | comentar

Sábado, 12.11.11

 

Em 9-7-1911,o Jornal de Abrantes sob a assinatura de J.A escrevia '' espera-se a tournée dos artistas do Ginásio de Lisboa, a fim de dar três espectáculos no ''Theatro'', nos dias 24/25/ e 26 de Julho....representar-se-ão as magníficas e engraçadas peças ''O Olho da Providência'', ''Scherlock'' e ''Rato Azul  e o Dr.Zebedeu''. 

 

a 30 do mesmo mês apontava-se que tinham agradado imenso as ditas peças e os actores ''que o público premiou com repetidos aplausos foram: Telmo, Augusto Machado, Alegrim (sic) e Augusta Cardoso''

 

Fomos à procura duma foto de corpo inteiro da D.Augusta Cardoso, então primeira actriz do Teatro Nacional Almeida Garrett (a República saneara o nome de D.Maria II do teatro).

 

É naturalmente possível encontrar essa foto mas a pesquisa terá de ser mais demorada.....

 

Mas encontrámos um desenho de como seria a actriz uns dez anos antes   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Datação:
1900 d.C.
Descrição:
Figurino "D. Leonor" (Augusta Cordeiro) para 1º acto da peça "Sempre Noiva". Figurino feminino com vestido comprido aberto à frente, vendo-se uma segunda saia com folhos. Mangas com folhos. Segura na mão um leque. Tem anotações do autor sobre os materiais e cores a utilizar no vestuário. No canto superior esquerdo um carimbo da Sociedade de Artistas do Teatro D. Maria II. Peça "Sempre Noiva", original de Marcelino de Mesquita, levada à cena pela Sociedade de Artistas do Teatro D. Maria II em 1900. Interpretações de Sara Coelho (Abadessa), Pedro Teodoro (D. Alexandre), Emilia Lopes (D. Antónia), Lucinda do Carmo (D. Constança), Fernando Maia ( D. Francisco), Virginia Dias da Silva (D. Isabel), Augusta Cordeiro (D. Leonor), Carlos (D. Rodrigo), Ferreira da Silva (D. Vicente), Laura Ferreira (Francisca, a preta), Augusto de Melo (Frei Manuel), Laura Cruz (irmã Paula), Cardoso Galvão (José de Melo), Sara (Luisa, aia de Isabel), Carlos Posser (Marquês de Pombal), Joaquim Costa (Marrati), Manuel Nobre (Capelão), Judite (Teresa, aia de Isabel) e Laura Ferreira (freira)
Incorporação:
Compra - Livraria Histórica Ultramarina'' -Museu do Teatro
O Desenho faz parte do espólio do Museu do Teatro e o vendedor foi o Conde de Almarjão, dono da livraria citada, um dos melhores alfarrabistas que Portugal teve.
Um homem capaz de perder dinheiro só para impedir que um Arquivo importante saísse de Portugal.
Foi ele que comprou a maior parte do Arquivo dos Marqueses de Abrantes e o vendeu à Torre do Tombo. O que está no Arquivo Eduardo Campos, depositado por D.José Lancastre e Távora e família, é só uma pequena parte do que foi um dos mais importantes arquivos nobiliárquicos portugueses.
Podia ter sido comprado pela CMA ''tudo''? Podia....
Mas, vários Presidentes da CMA de antes do 25 de Abril e depois recusaram a compra.
Miguel Abrantes
Créditos: Livro de ''Apontamentos abrantinos do Sr. Eng.A.F.S.


publicado por porabrantes às 18:04 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11.11.11

imagem

 

 Confidenciou em 1911 a Diogo Oleiro, Solano de Abreu que a peça se chamava assim porque o seu olho clínico tinha visto uma actriz muito...

 

 

    

 

quase tão prometedora como, bem .....

 

Não escrevo mais, senão a Suzy chama-me TS......

 

Que vá chamar isso   ao Cavalieri...... 

 

 

M.Abrantes



publicado por porabrantes às 23:55 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Revolução termina com tea...

As puras donzelas do Conv...

A destruição do Teatro Ta...

Cinema republicano à abra...

O Rato no Teatro Taborda

A actriz amiga de Solano ...

O Olho da Providência

arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

celeste simão

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds