Segunda-feira, 03.09.18

Era 1933 e os distintos vultos da dividida  União Nacional abrantina (facção oficial), composta por França Machado, Henrique Augusto da Silva Martins,

henrique augusto

capitão Andrade (administrador do concelho), Josué Gonçalves ( boss do Rocio, com o Valente como adjunto)....

valente júnior

o   conde dr. Caldeira de Mendanha, o simpatiquíssimo e bont-vivant dr. Artur Almada e Melo (delegação de Alvega), dr. Manuel Agostinho Santana Maia (Mouriscas e Santa Casa), major Matos Raimundo (um cadete do 5 de Outubro,. agora passado ao integralismo fascizante, Pequito Rebelo benzia-se quando lhe falavam nos integrais de Abrantes), e os chefes da oficina da Fundição (onde o Josué mandava ou mandara) Manuel Martins, João Alho e Zacarias Freire  e ainda o operário amestrado Eduardo Martins e certamente o industrial Simão de Alferrarede (que aderira à UN e ao henriquismo em 1930) rebolavam-se de gozo com a notícias das importantes mudanças na imprensa oficiosa abrantina

raimundo soares casa portugal - copia

 

Na Casa Portugal......onde o ''Correio de Abrantes'' fascizava, insultando Solano e Manuel Fernandes.....

casa portugal 2

passava a funcionar também a delegação do pasquim fascista ''Diário da Manhã'' e o França Machado, cuja prosa alentejana deixava um bocado a desejar, como sustentava, cáustico, o dr. Apolinário da Silva Oleiro, na Assembleia, passaria a escrever notícias e locais divulgando a obra do patrão (político e patronal, porque trabalhava na Moagem).

O Diário da Manhã chamava ao cacique  ''combatente  da Ditadura'' ......

1933

 

Por baixo da notícia, lá estava a advertência, cuidado com a polícia política.

As mudanças prosseguiram e instalaram um alto-falante na sede do município e atroavam os ouvidos dos comerciantes e moradores,  com os discursos do Salazar, as homilias do Cerejeira e as ameaças dos  beleguins a quem não dobrasse a cerviz.....

Chateado com as mudanças, saiu do Palácio Falcão, o artilheiro Ramiro Farinha Pereira e agrediu com uma chibata o cacique,  que saía da sede do pasquim, enviando-o para o Hospital do  Salvador.....onde o facultativo Santana Maia o atendeu de escoriações múltiplas.

Ramiro

 

O coronel Rosado, comandante de Artilharia, henriquista, bradou :'' Ò Ramiro a ver te acalmas ''e mandou dar voz de prisão ao dr. Manuel Fernandes, se se aproximasse do Castelo.

Resultado foi expulso da Assembleia e passou a frequentar o Club Abrantino.

 

ma

       

  

   



publicado por porabrantes às 17:58 | link do post | comentar

Segunda-feira, 06.08.18

Só uma besta mandava fazer isto

 

pcp corno

Propaganda União Nacional, divulgada pelo Ephemera do Dr.Pacheco Pereira

reproduz-se com a devida vénia

 

Omito os nomes das bestas que fizeram coisas destas em Abrantes

 

 

mn  



publicado por porabrantes às 20:07 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16.05.18

mary lucy un

A pintora Maria Lucília Moita e o marido aplaudindo o lavrador  eng. Amaral Neto, que se candidatava pela UN em 1969 e discursava no Teatro S.Pedro.

 

devida vénia aos Arquivos RTP

 

Curiosamente nesse dia Maria Barroso falava num comício da CDE em Alcanena.

 

mn 



publicado por porabrantes às 17:05 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.05.18

un

nos arquivos RTP com a devida vénia

 

sessão da UN no Teatro de S.Pedro a  15- 10-1969

 

entre os candidatos o futuro fundador  do PPD ( como dizia Mário Semedo : ANP-ML)

 

Joaquim_Magalhães_Mota

 

Casa cheia, não venham dizer que o fascismo não tinha base social nesta terra.... 

 

mn

 



publicado por porabrantes às 18:37 | link do post | comentar

Sábado, 03.02.18

valente júnior.jpeg

Passa-me pelas mãos um texto autógrafo de Henrique da Silva Martins. Traz a lista dos bravos participantes abrantinos no I Congresso da União Nacional.

Entre os caciques do Rossio de Abrantes, lá está o ex-democrático Manuel Lopes Valente Júnior.

O Congresso terminou aos berros:   ''quem não é por Salazar, é contra Salazar.''

 

O Valente Júnior era a favor, tornara-se num fascista.

O último acto político do curioso ancião (1) foi aderir ao Partido Socialista ...pela mão do publicista C.Silva

valente comerciantes.jpeg

O Valente e pessoal dirigente da Associação Comercial esperando ser recebido por Salazar

 

Continuo a ler papéis velhos, assinados pelo Martins da Moagem....

Acusa numa queixa, mandada aos corifeus do partido único, o major Marques Godinho de conspirar com o reviralho.

Era 1934

Há mais acusações, o homem queria impedir o ex-deputado democrático, João Damas, de aderir ao partido único.

Parecia que quase todo o pessoal político da cidade e concelho aderira ao Messias, perdão, ao Botas.

Não era assim, António Farinha Pereira proclamava que liberal morreria.

Devemos ser ternos com um tipo que se vendeu?

Enquanto Marques Godinho conspirava pela Liberdade, a repressão acumulava mortos e deportações às centenas, o Valente aderia à ''Ordem Nova''.

Um tipo assim é capaz de tudo, tendo em conta o seu passado de radical jacobino provinciano, o passo (de ganso) ao fascismo, revela um carácter. 

Aderiram muitos a Salazar? Aderiram.

Resistiu um punhado de bravos?

Resistiram.

Porque é que o Valente merece este destaque?

Porque o quiseram transformar (através duma história revisionista) num símbolo moral deste pobre abrilismo abrantino.

Mas....o Valente adesivou à tirania.

Braço ao alto, na saudação romana, em honra do pacóvio de Santa Comba.

Entretanto cá na terra, acamaradava com o Martins de Carvalho, o Silva Martins, o França Machado.

Enquanto isso o velho maçon Solano de Abreu era expulso da Santa Casa.

E a ignomínia ia prosseguir, com o Valente cantando e rindo....

ma

(1)-Quando o conheci....já era um velho...   

 

 



publicado por porabrantes às 16:12 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26.05.17

un santarém abrantes.png

un santarém abrantes. 2png.png

un santarém abrantes. 3png.png

Diário da Manhã, 4-3-1933

 

São as primeiras concelhias do partido salazarista. A direcção abrantina é completamente dominada pelo henriquismo. Só lá falta este compagnon de route

valente júnior.jpeg

recusado por falta de prestígio.....

Os integralistas (Henrique Augusto, etc) traíam  Pequito Rebelo  e Hipólito Raposo (a quem enviariam deportado para  um forte em Angra de Heroísmo, por  oposicionista). O Valente mandava o exilado Afonso Costa às malvas.....

mn

  



publicado por porabrantes às 12:23 | link do post | comentar

Domingo, 06.11.16

gabriel prior.png

O maior marujo de Água de Casas, o Prior, regressava duma ''missão de soberania'' na Índia nas vésperas da Invasão Indiana. Era comandante naval da colónia e como se sabe a artilharia e os barcos quase se renderam ao primeiro tiro do garboso exército de ''libertação'', comandado por marciais shiks, de turbante vermelho, educados na disciplina de http://www.army.mod.uk/training_education/24475.aspx

 

O Vassalo e Silva que se rendeu com o garbo de um pacifista que tinha lido Gandhi,  dava-lhe um cocktail.

O Vassalo não era colonialista, nem fascista lá por ter aceite um cargo de Governador, por escolha do Professor Salazar.

De forma que era só um democrata orgânico, como os da nova Comissão Municipal empossada pelo brigadeiro Lino Valente (o homem que meteu Henrique Augusto da Silva Martins no olho da rua).

Presidia o dr. Emílio Salgueiro, filho dum distinto militante do PRP, estava na comissão, o cunhado, o Dr.Santana Maia, que era conotado com o vencido henriquismo,  o capitão Júlio Serras Pereira, também era henriquista, o dr. Chambel era novo nestas lides, mas tinha por si ser familiar próximo do falecido Prof. Manuel Rodrigues, ex-Ministro da Justiça, o dr. Vasconcelos de Alferrarede, açoriano, não sei com quem alinhava, mas como trabalhava na Santa Casa, não andaria longe do líder henriquista que estava na sombra, que era o dr.Agostinho Baptista.

emílio salgueiro.png

Este era o flamante novo chefe do Partido único abrantino, o Dr.Salgueiro, que devia servir de ponte pacificadora entre os órfãos de Manuel Fernandes (acabado de falecer, também Presidente da UN) e os órfãos de Henrique Augusto.

Como curiosidade o Dr.Santana Maia 

M_Santana_Maia.jpg

acabou condecorado por Eanes e protegeu muito o Humberto Lopes. E naturalmente nenhum jornal progressista ou reaccionário cá do burgo explicou que ele tinha sido dirigente do partido único, quando o de Alcains o condecorou. Memória curta.

 

Tudo isto dava uma interpretação sociológica do que foi o doce salazarismo abrantino. Doce mas com Marques Godinho morto.

ma      

foto do mourisquense: mot.blogs. Do Dr. Emílio-Coisas de Abrantes;



publicado por porabrantes às 18:46 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.11.15

manuel fernandes 2.png

Manuel Luís Fernandes

'' Data de nascimento

1897-05-17.
Localidade

Lisboa.
Data da morte

1959.
Habilitações literárias

Licenciatura em Medicina pela Universidade de Lisboa (1921).

 

 

Lisboa

 

VII Legislatura (1957-1961)
1.ª Sessão Legislativa (1957-1958)

Fala da necessidade de serem concluídas as estradas nacionais n.ºs 2 e 241.

Requer informações sobre a reorganização dos serviços médico-forenses e faz considerações sobre a execução dos serviços médico-forenses nas comarcas do País.

Requer informações sobre a construção e reparação de estradas no distrito de Santarém.

Presta homenagem à memória do professor e sábio anatomista Doutor Henrique de Vilhena, recentemente falecido.

Discute as Contas Gerais do Estado da metrópole e do ultramar e as da Junta do Crédito Público relativas a 1956.

Chama a atenção do Sr. Ministro das Comunicações para a necessidade de ser substituída a ponte ferroviária sobre o rio Torto, junto de Abrantes.
2.ª Sessão Legislativa (1958-1959)

Discute na generalidade a proposta de lei de autorização de receitas e despesas para 1959.''

 

seleccionado de 

deputados.png

a biografia do Dr.Tavares Castilho é fraquinha

 

O Dr. Passarinho fala dele como médico:

 

''

JORNAL DE ABRANTES
9 de Maio de 1937
A Inauguração da Casa de Saúde em Abrantes
Como representante do Sardoal e amigo íntimo do construtor e director daquela Casa de Saúde, Sr. Dr. Manuel Fernandes, esteve o Sr. Rafael Alves Passarinho.
Eis algumas afirmações do seu discurso:
Diz o “Jornal de Abrantes”: O Sr. Rafael Alves Passarinho enalteceu a obra construtiva
do Sr. Dr. Manuel Fernandes no meio abrantino, principalmente pelo que respeita á
assistência e beneficência.
“Século” diz: O Sr. Rafael Alves Passarinho afirmou que a Casa de Saúde era um
templo com um apóstolo, o Sr. Dr. Manuel Fernandes.
“A Voz” diz: O Sr. Rafael Alves Passarinho, exaltou o alcance da obra realizada pelo
Sr. Dr. Manuel Fernandes, o significado da manifestação e simpatia que o rodeava.
“Primeiro de Janeiro”, “Diário de Noticias”, “Diário de Lisboa”, “Novidades” e “Diário da Manhã”, apenas aludem que o Sr. Rafael Alves Passarinho, botou um esclarecido e valoroso discurso em referência ao acto, entre outros oradores.
''
 
in Sardoal com Memória, do Sr. Luís Gonçalves'
 
Já se deu aqui a notícia do seu casamento, visto pela imprensa diocesana
 
Ver como o carpinteiro Apolinário Marçal se solidarizou com Manuel Fernandes
 
A Rev. Madre Maria Fernandes conta a fundação do Colégio de Fátima
 
Como a cacique ajudou a fechar o Hotel
 
Guilherme Henrique Moura Neves
 
etc....e o que há-de vir
 
mn
 
 
 


publicado por porabrantes às 16:49 | link do post | comentar

Sábado, 27.06.15

14-1-33.png

 Diário da Manhã, 14-1-33

 

O Sr.Josué foi sócio da família Soares Mendes nas Fundições. Teve um papel destacado na electrificação do concelho, trabalhando com a Hidro-Eléctrica do Alto Alentejo e noutras actividades deste ramo industrial.

Mas desconhecia que quisesse montar a Voz do Henrique Augusto, que assim se chamava o cacique.

Estou a imaginar a programação:

O Manuel Fernandes deve ser preso!

Atenção às manobras do Solano!

O Cónego Silva Martins foi jantar a casa do Guilherme Henrique Moura Neves. Cuidado!

O ''patife'' do Diogo Oleiro anda a escrever panfletos clandestinos.

O sr. Henrique Augusto vai construir um Mercado super-moderno! 

Ainda há ruas sem serem baptizadas, precisamos de novas Avenidas Silva Martins!

O Duarte Ferreira foi visto com o Manuel Lisboa, chefe da Legião!

O Dr.Martins de Carvalho é o melhor Provedor do Mundo!

O irmão do Sr. Henrique Augusto escreveu nova obra de poesia lírica!

O Carvalhal é a melhor localidade do Concelho!

mn  



publicado por porabrantes às 01:34 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26.05.14

Em 30 de Abril, no antigo Matadouro Abrantino, onde as reses eram degoladas sob direcção do chefe local da União Nacional, Ismael Lizardo Chambel, juntou-se a partidocracia para discutir a ''Europa''.

 

 

Não estou a sugerir que o dr. Chambel fosse um carniceiro, era o veterinário municipal e devia verificar se o gado estava em condições saudáveis para ser abatido e transformado em bifes.

 

Nisso cumpria.

 

Ninguém teve razões de queixa, mas nas ''eleições'' que ele organizava a regra era a burla e a fraude eleitoral.

 

 

Querem um testemunho?

 

 

António Reis, que foi candidato a deputado pela Oposição Democrática, escreveu o seguinte:

 

  

 

 

 

Não vou dissertar aqui sobre a estranha escritura de ''justificação'' notarial que colocou o Matadouro nas mãos da CMA, porque a dita escritura daria barraca.

 

Agora é o Edifício Pirâmede, um exemplo do pirosismo despesista que caracterizou o caciquismo do tempo do actual líder da Assembleia Municipal. Só vou referir que a 30 de Abril os partidos representados na Assembleia foram cúmplices de um critério de escolha dos candidatos que podiam debater  Europa, que discriminava os candidatos dos partidos que não tinham representação parlamentar.

 

Discriminava os candidatos do MRPP, do PTP, do Livre,  e do MPT etc.....

 

Foram fiéis defensores dum sistema anquilosado, que como todos os sistemas teme os competidores e tenta impedir a renovação.

 

E ofenderam a democracia, como ofendia o dr. Chambel, pensando que eles eram os donos do ''sistema''.

 

Como o dr. Chambel achava que a ANP era a dona de Portugal.

 

Da mesma forma procederam as TVs em relação aos candidatos fora do sistema.

 

Hoje os caciques aprenderam que já não são donos do sistema.

 

Graças ao povo português e a Marinho Pinto.

 

MA    

 

nota do livro de Joana Reis

 



publicado por porabrantes às 16:52 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Mudanças na Imprensa Ofic...

Propaganda das bestas

Aplaudindo Amaral Netto

Comício fascista em Abran...

O salazarista Valente

A União Nacional em Santa...

O doce salazarismo à abra...

Manuel Fernandes, Deputad...

A antepassada da Rádio Of...

a versão abrantina da par...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12

18
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds