Domingo, 28.02.16

O Silêncios e Memórias destaca o comunista abrantino Doutor João Lopes Farinha casado como já viu aqui com Madalena Biscaia, depois Madalena Azeredo Perdigão pelo seu casamento com o Dr.Azeredo Perdigão.

pcp 1.jpg

 

 

 

(...)João José Lopes Farinha (Abrantes, 05/07/1910 – Paris, 19/10/1957), que se tinha evidenciado desde o final da década de 20, quando estudante de matemáticas da Universidade de Coimbra, e durante os anos 30 como antifascista ativo e militante comunista, com ligações à Federação das Juventudes Comunistas Portuguesas.  (...) Foi preso pela Inspeção de Coimbra em 02/09/1936, foi transferido para Caxias em 25/10/1936 e saiu em liberdade em 7 de Dezembro por ter sido despronunciado pelo Tribunal Militar Especial. Foi novamente detido em 10/12/1936, sendo libertado em 08/03/1937. No entanto, durante a década de 40, aderiu ao salazarismo e retratou-se em carta de 16 de maio de 1949 enviada ao Diretor da polícia política, confirmando a PIDE de Coimbra, em missiva de 21 de maio de 1949, que estava completamente modificado e que “a sua esposa se tem mantido também, desde 1945, completamente alheia a assuntos políticos”. Em fevereiro de 1950 foi contratado para o desempenho das funções de 2º assistente além do quadro na Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra e faleceu em 1957, vítima de um enfarto de miocárdio, quando se encontrava em Paris com uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian para fazer o doutoramento em Ciências Matemáticas.  (...)

 

devida vénia ao Prof. João Esteves do Silêncios e Memórias

 

O Pacheco Pereira data por meados dos anos 30 a primeira célula do PCP a funcionar em Abrantes. Mas acho que o João Farinha fez a sua vida entre a Figueira da Foz (terra da Madalena), Coimbra, a cadeia e Paris.

 

O Doutor João Farinha era aparentado com o cacique democrático António Farinha Pereira, que foi várias vezes Presidente da CMA antes do 28 de Maio. Falaremos dele outro dia, mais.

 

ma

 

 

 



publicado por porabrantes às 18:24 | link do post | comentar

Domingo, 21.06.15

 

8 Fotografias antigas Fábrica Fundição do Tramagal

€ 9,00

 
Colecções - Antiguidades
Vende-se

 

tramagal 9 euros.png

tramagal 9 euros 2.jpg

Vende-se em Alcanena
 
Deixa-se o aviso para a esforçada rapaziada que está (há 30 anos!) a tentar montar um Museu na Vila ( o primeiro projecto já estava pronto em 1977 e orçamentado em 12.500 contos!)
Tudo isto devido à acção do Prof.Mário Silva que queria construir um Museu Nacional da Ciência e da Técnica, que lhe tinha sido encomendado pelo ministro fascista Veiga Simão. O Museu teria vários pólos, um deles o da MDF. 
O Mário Silva, académico prestigiadíssimo, tinha sido perseguido pela Ditadura e o físico nuclear Veiga Simão, que se distinguira pelo abandono da Academia para passar à política, repescara-o. A sua demissão da função pública, em 1947, juntamente com a do General Marques Godinho, do abrantino Lopes Raimundo (cuja genealogia e obra foi tratada, no Jornal de Alferrarede, pelo dr. António Graça Pereira)  e outros anti-fascistas já aqui foi abordada.

tramagal revista passos concelho.JPG

 

A Tubucci oportunamente publicou esta imagem. Resta dizer, que o que se publica abaixo, acerca do Museu, são extractos, do importante livro (1) de Adelaide Costa Duarte, sobre o falhado Museu da Ciência e da Técnica que Veiga Simão queria edificar. A Lígia Marques conseguiu escrever um artigo sobre os esforços da CMA/ Junta de Freguesia para fazer um Museu no Tramagal, sem descobrir que o projecto já datava pelo menos de 1976 e que até tinha orçamento. É obra!!!! . Não sei como há pachorra para ler coisas de quem não  cita a bibliografia mais elementar, mas havia que recordar Mário Silva, como o sanearam, ao mesmo tempo que o General Godinho, como sobreviveu transformado em vendedor de espumantes,  enquanto, patriótico, o Rui Duarte Ferreira (o que vendeu a Coelheira,  quando andava pró escasso de money)  escoltava Américo Tomás. E calo-me, para não dizer o que fazia o Mário Bastos!!!!
Ele e o bravo Rui, estão na última foto, que, como a anterior ,é retirada da revista de propaganda ''Passos'', onde o Martinho Gaspar traçou, eufórico, a saga das Berliets, que transportaram tropas em missão de soberania.
 
As Berliets também serviram para transportar uma tropa humilhada e vencida, depois da Abrilada, na saga mais vergonhosa para as Forças Armadas de Portugal desde Alcácer-Quibir. Como escreveu Mestre António José Saraiva: '' Para começar, escreveu-se na nossa História uma página ignominiosa de cobardia e irresponsabilidade, página que, se não for resgatada, anula, por si só todo o heroísmo e altura moral que possa ter havido noutros momentos da nossa História e que nos classifica como um bando de rufias indignos do nome de Nação.'' Enquanto isso, Luís Cabral fuzilava os bravos Fulas  que se tinham batido por Portugal e o Sr.Almirante Almeida d'Eça (hoje com 97 anos, diz o Expresso) fazia o impossível por conseguir libertar os patriotas cabo-verdianos que o PAIGC metera no Tarrafal, pelo simples facto de não quererem viver num regime despótico. Vil miséria.
ma
(1) Edição da Universidade de Coimbra
PS-A Lígia Marques fez esta esta tese de mestrado no IPT sobre a musealização da MDF, com patrocínio municipal, orientação do Doutor Luís Mota Figueira, com 273 páginas,e não conseguiu descobrir o projecto Veiga Simão/Mário Silva.
Mas naturalmente a Lígia Vanessa conseguiu ser candidata à Assembleia de Freguesia do Tramagal com o PS.... 
Ò Ligia, o Veiga Simão era seu falecido camarada, depois de ser fascista, foi Ministro da Defesa socialista, com Guterres....      
 
 
 
 
dr. mário silva.jpg

  

museu tramagal.png

 

museu tramagal.png 2.png

 

museu tramagal 4.png

 

museu tramagal 2.png

 

 

tomás.png

 

 

bastos tramagal.png

 



publicado por porabrantes às 12:17 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Terça-feira, 26.05.15

Lamentável a ausência da Presidente da Câmara na cerimónia de jubilação do Professor Doutor Fernando Catroga, um dos mais importantes catedráticos lusos de História e um pensador determinante na História das Ideias Políticas, que se celebrou na Universidade de Coimbra.

rui lopes.jpg

Presentes entre outros o nosso amigo dr. Rui Lopes, consagrado historiador abrantino, o dr. Guilherme Oliveira Martins, Presidente do Tribunal de Contas, o ex-Ministro das Finanças, Eduardo Catroga (irmão do homenageado) e as autoridades académicas e muitos alunos e colegas do Mestre Abrantino.

 

Parece que a CMA se fez representar pelo dr.Luís Dias, Vereador da Cultura.

 

Tinha-se aqui, a 11 de Maio, destacado o papel do Fernando Catroga como historiador '' Apesar do seu contributo decisivo para analisar o Pensamento Republicano, a História da Maçonaria (que ele interpretou melhor que o saudoso A.H. de Oliveira Marques), o Laicismo como religião política do liberalismo português, análises essas traduzidas em dezenas de publicações, só uma vez, que eu me lembre, foi convidado a fazer uma conferência em Abrantes, no âmbito das comemorações dum aniversário da EICA, de que foi aluno.'' 

 

O dr. Luís Dias disse isto, hoje, no facebook (....) ''O seu olhar sobre a história foi decisivo para analisar o pensamento Republicano, a história da Maçonaria e o laicismo como religião política do liberalismo português, análises, essas, que foram traduzidas em dezenas de publicações'' (...)

 

Temos de dar os parabéns ao Senhor Vereador por reconhecer a primazia cultural deste blogue e vê-se que nos lê e aprende. Se ler mais aprenderá mais e poderá explicar à cacique que antes de fazer ameaças que estude e que antes de demolir muralhas para edificar bunkers, que respeite a história.

 

Foi uma escandalosa bofetada na cultura abrantina a ausência da Presidente em Coimbra.

 

Ninguém perguntou ao Doutor Eduardo Catroga o que pensava disso, não fosse ele responder em português castiço, que não se preocupava com certas .....

 

Finalmente tendo sido Fernando Catroga um benemérito importante da Liga dos Amigos do Hospital, teria sido de bom-tom o Senhor Dr. Luís Moura Neves Fernandes ter ido à cerimónia, bem como o Presidente da Junta de Rossio/São Miguel dado o Fernando ser natural da falecida freguesia são-migueleira.

 

mn

 

foto desviada ao dr. Rui Lopes, Embaixador de Abrantes em Coimbra   

 

ps- a ausência da Igreja deve ser devida ao horror anti-maçónico, mas porquê a ausência de pedreiros abrantinos? falo de pedreiros-livres e não de pedreiros com pulseira electrónica

  

    



publicado por porabrantes às 11:19 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.05.15

catroga 3.jpg

merecida homenagem!

 

a redacção

 

 



publicado por porabrantes às 15:40 | link do post | comentar

Segunda-feira, 11.05.15

fernando catroga.jpg

O Professor Doutor Fernando Catroga, da Universidade de Coimbra, é o mais importante pensador e intelectual abrantino e um dos académicos mais importantes em questões de Pensamento Político e da Historiografia lusitana.

Todo o país o escuta, é uma celebridade nas Universidades Brasileiras, e uma referência na bibliografia internacional..

Apesar do seu contributo decisivo para analisar o Pensamento Republicano, a História da Maçonaria (que ele interpretou melhor que o saudoso A.H. de Oliveira Marques), o Laicismo como religião política do liberalismo português, análises essas traduzidas em dezenas de publicações, só uma vez, que eu me lembre, foi convidado a fazer uma conferência em Abrantes, no âmbito das comemorações dum aniversário da EICA, de que foi aluno.

Tal como o seu irmão, o político, empresário e também Professor Universitário, Doutor Eduardo Catroga.

Os dois são naturais da freguesia de São Miguel do Rio Torto, filhos dum operário corticeiro que depois passou a empresário das cortiças, um patrão empreendedor, talentoso e extremamente inteligente.

Tinham a quem sair, os ''Catrogas dos 20'', como lhes chamavam na EICA, segundo recordou um Professor deles, o Zé Bioucas, numa entrevista ao Mirante, onde disse cobras e lagartos daquela mania obsessiva do Sr.Carvalho, da Isilda do Pego, do Pina que emigrou de Vereador para Vice-Rei do saneamento básico, de destruírem São Domingos para meterem lá a torre parola do Carrilho da Graça.

 Homem de esquerdas, comprometido com a luta académica contra o fascismo, estrela da historiografia portuguesa, glória da Academia coimbrã, bom amigo do Dr. Jorge Santos Carvalho, peticionário nº 4, Fernando Catroga chega ao fim duma carreira docente na Universidade e jubila-se. Vai dar este mês a sua última aula. É a jubilação dum Mestre e dum homem bom, respeitado por todos os seus alunos. Mas a Universidade e Portugal esperam ainda muito dele.

 

Este é o programa:

 

fernando catroga 2.jpg

E esta a nossa homenagem ao abrantino, esquecido na sua terra, porque tem um pensamento demasiado denso para ser compreendido por ex-seminaristas educados no mais reaccionário e clerical neo-tomismo.

 

a redacção

 

fotos: roubada ao Mestre Rui Lopes, aluno e amigo do Fernando Catroga

 

Leia aqui uma grande entrevista ao Prof. Catroga onde explica a sua vida e o seu percurso.

 

 

 

 

 

    



publicado por porabrantes às 13:17 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Quinta-feira, 15.05.14

Mandaram-nos uns e-mails perguntando quem era o docente da Universidade de Coimbra que foi o primeiro marido da Senhora Dona Madalena Biscaia. Eis o seu percurso:

 

Scan.tif

 

 

 

 

 

 

 

O artigo é do eng. João Quintela de Brito, ilustre cientista abrantino, falecido o ano passado, sem que nenhum jornal abrantino o recordasse.

 

 

As obras dispersas de Lopes Farinha foram reunidas, por um grupo de colegas seus, da Universidade neste livro:  

 

 

 

uma morte precoce e algum problema político relacionado com militância oposicionista condicionaram a sua carreira académica.

 

Lopes Farinha deixou viúva a Senhora Dona Madalena Biscaia Farinha, que depois se casaria em segundas núpcias, com o Dr.Azeredo Perdigão. Sobre o seu importante papel nas actividades artísticas patrocinadas pela Fundação Gulbenkian e sob o seu saneamento no ''PREC'' graças à actividade de um bando de energúmenos, algum dos quais anda por aí, pode consultar este blog. 

 

Quando houve alguma intervenção da Fundação nesta cidade foi proposto à Tia Madalena  fazer uma série de actividades festivas  em homenagem ao abrantino que fora seu primeiro marido pela autarquia. Coisa recusada pela viúva porque o falecido nunca aceitaria homenagens da ''situação''.

 

MN

 

PS- O Jana justificou a sua escrita no ''Correio de Abrantes'' porque seria um jornal quase anti-salazarista.... como se pode ver por alguns   artigos aqui  publicados. Era Director, nesta época, o Sr.Ferreira, militante integralista lusitano e acérrimo defensor de Salazar...que  era...também boa pessoa mas não gostava da facção do Dr.Manuel Fernandes...porque era da linha de Henrique Augusto da Silva Martins. Como se sabe a União Nacional esteve dividida quase até aos anos 60...



publicado por porabrantes às 08:35 | link do post | comentar

Terça-feira, 11.03.14

 

 

 

 

 

 

 

 

O historiador abrantino Rui Lopes, guardião das velhas e veneráveis essências de Coimbra, publica obra sobre o Museu Académico de Coimbra, que ajudou a recuperar. Quando visitar a cidade, vá visitar o Museu, repositório das velhas tradições académicas da única Universidade lusa que se pode gabar de séculos de História.

 

 

"Museu Académico de Coimbra: evolução histórica, colecções e proposta de actualização",  é lançado em Coimbra dia 12 de abril pelas 16 horas (ou 16.30 a cf.) no bar da AAC , consoante o tempo, podendo ser também no jardim da AAC no espaço do bar no jardim da mesma, sendo o livro apresentado pelo Dr. Emidio Guerreiro, ex presidente da AAC e actual secretário de estado da Juventude e Desporto, o livro é prefaciado pela Profª Doutora Helena Freitas, actualmente Vice Reitora da UC

 Foto: Dia 12 de abril, é este meu livro apresentado em Coimbra.

 

Um abraço pró Rui

 

a redacção

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 09:16 | link do post | comentar | ver comentários (1)

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O comunista abrantino Joã...

Veiga Simão & Mário Silva...

Uma bofetada na Cultura A...

Jubilação do Prof. Doutor...

Professor Doutor Fernando...

Doutor João Lopes Farinha...

Rui Lopes desvenda o Muse...

arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds