Quinta-feira, 09.08.18

rua josé vasco

rua josé vasco 2

rua josé vasco 3

rua josé vasco 4

 É um urbanização abrantina, de certeza

 

por trás da Escola Solano de Abreu

 

assombrada pelo espectro da Etar dos Carochos!!!!

 

Quanto ao desleixo caciquista que deixa haver ruas assim, perguntem ao Bruno Tomás.....

 

ma

 

fotos remax



publicado por porabrantes às 18:03 | link do post | comentar

Sexta-feira, 13.07.18

 '''- Em 24 de Fevereiro de 1988, Firmino Fernandes Bispo apresentou na Câmara Municipal de Abrantes pedido de loteamento de um terreno sito no prédio denominado Carochos, Freguesia de S. Vicente, Abrantes (fls. 2 do PA);

II - Por deliberação de 17-7-1989 o requerimento foi "Deferido por unanimidade, só podendo passar-se o alvará depois de apresentar documento comprovativo em como estão satisfeitas as condições impostas pela EDP, apresentar garantia bancária de 15.000 contos, comparticipar com a quantia de 3.000 contos para a execução da ETAR, valor este a corrigir eventualmente em função do estudo em elaboração para a zona, comparticipar com os encargos para a urbanização no montante de Escudos 4.111.778$00 e dar cumprimento às condições impostas pelos Serviços Municipalizados" (fls. 46 do PA);

(..)

Acontece que a Câmara do Zé Bioucas passou uma licença de urbanização ao Bispo, sem se certificar que o terreno era dele....

zé bioucas

 

 

E o dono que era o Dr.Aníbal Martinho foi aos arames......

(..) Datado de 13.06.91, Aníbal Vicente Martinho, invocando que o prédio a lotear "é sua propriedade e de sua esposa, como se conclui das certidões emitidas pela Conservatória do Registo Predial de Abrantes e pela Repartição de Finanças de Abrantes que se encontram juntas aos autos" e que "só por lapso, ou ignorância da lei o mesmo foi requerido em nome da Firma Firmino Fernandes Bispo, Lda", dirigiu requerimento ao Presidente da Câmara Municipal de Abrantes no sentido de o loteamento em questão "prosseguir os ulteriores trâmites em nome do requerente", referido ainda que "ratifica todo o processado até à presente data, aproveitando-se, deste modo, toda a tramitação já operada" (fls. 71 do PA, cujo conteúdo se reproduz). (...)

 

Depois o Bispo e o Advogado fizeram as pazes e o loteamento foi passado para nome do marido da D.Isaura

 

 

Mas a saga continua e pode segui-la aqui

 

 

Tudo isto mostra o mundo opaco dos negócios urbanísticos nesta terra

 

Se uma urbanização andou nos tribunais desde 1988 até 2010, começa a perceber-se porque é que terminou como terminou .....e

 

E mostra que uma autarquia é capaz de passar licenças de urbanização dum terreno a terceiro, sem se preocupar de saber quem é o dono.....

 

E nos USA apanhavam uma condenação milionária, prática agora seguida em Lisboa 

 

Finalmente a deliberação por unanimidade de passar alvará para urbanizar um terreno dum terceiro foi feita por uma autarquia onde havia oposição (PSD;PCP) que em vez de fiscalizar.........votavam o que se lhes punha à frente. 

 

E essa  prática continua....

 

E ainda os jornais da terra nunca falaram disto.....

 

É o falas......

 

mn

 

fonte: Supremo Tribunal Administrativo com a devida vénia aos Meritíssimos 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 17:06 | link do post | comentar

urb carochos

Está à venda a Urbanização dos Carochos, penhorada pelo  Fisco. O valor de licitação é 1.180.000 €

 

ver aqui

 

 

 

''Conjunto de 24 lotes de terrenos, num total de 17.587m², inseridos na Urbanização Barro Vermelho Carochos, em Abrantes. O loteamento localiza-se por detrás da Escola Solano de Abreu e é composto por 20 lotes que se destinam a habitação coletiva e 4 lotes para construção de moradias. O loteamento está dotado de todas as infraestruturas básicas ligadas às respetivas redes públicas. Não existe qualquer construção iniciada no loteamento. O Lote 1, com 912m², destina-se à construção de um edifício de habitação coletiva, com potencial edificativo de três pisos e nove fogos habitacionais. O Lote 2, com 1.703m², destina-se à construção de um edifício de habitação coletiva, com potencial edificativo de três pisos e dezassete fogos habitacionais. Os Lotes 10,11,41 e 46, com 1.203m², 1.005m², 907m² e 1.667m², respetivamente, destina-se à construção de moradias unifamiliares de R/C. Nos lotes 12 e 13, com 476m², cada um, prevê-se a construção de 2 edifício de habitação coletiva com três pisos e seis fogos. Nos lotes 14 e 15, com 476m², cada um, prevê-se a construção de 2 edifício de habitação coletiva de três pisos com 6 fogos e comércio. Nos lotes 14A e 15A, com 476m² cada um, prevê-se a construção de 2 edifício de habitação coletiva de três pisos com 7 fogos. Nos lotes 16,18,19 e 19A, com 476m² cada um, prevê-se a construção de 4 edifícios de habitação coletiva de três pisos com 9 fogos. O lote 21, com 793m², destina-se à construção de edifício de habitação coletiva com três pisos e seis fogos. O lote 24, com 1.464m², destina-se à construção de edifício de habitação coletiva de 2/3 pisos, com cinco fogos e comércio. Nos lotes 28 e 29, com 1.010m² e 744m², respetivamente, prevê-se a construção de 2 edifício de habitação coletiva de dois/três pisos com onze/treze fogos. O alvará de loteamento permite a execução de fogos do tipo Duplex, nestes lotes. Os lotes 33 e 36, com 470m² e 316m², respetivamente, destinam-se, cada um, à construção de edifício de habitação coletiva de três pisos com quatro fogos. Os lotes 34 e 35, com 317m² e 316m², respetivamente, destinam-se, cada um, à construção de edifício de habitação coletiva de três pisos com quatro fogos e comércio.''

 

mn


publicado por porabrantes às 08:52 | link do post | comentar

Terça-feira, 04.04.17

Por EUR 1.180.000.

 

urbaniza.jpg

ver aqui

 

urnabiza carochos 2.jpg

 

Sobre isto ver o que escreveu o ex-Vereador do PSD, João Pico.

 

mn

 

 



publicado por porabrantes às 09:58 | link do post | comentar

Quinta-feira, 15.11.12

A CMA processou uma imobiliária falida de Leiria a  Agrupol Imobiliária, S.A.  depois de anos de contencioso e negociações acerca duns terrenos nas imediações do Pavilhão Gimnodesportivo de Abrantes nas traseiras da Escola Solano de Abreu.



O processo que já foi agendado no Tribunal de Abrantes arrasta como intervenientes grande parte da ilustre família Moura Neves e Fernandes, incluindo as filhas do Dr.Luís Moura Neves Fernandes, Medalha da Cidade e Presidente da Liga dos Amigos dos Hospitais.


Também está como interveniente o nosso amigo, Dr.Paulo Falcão Tavares, Presidente da Tubucci, casado com uma Senhora da Família Moura Neves

 


E ainda o antigo proprietário e director do Jornal de Abrantes, o nosso amigo Dr. Jorge Moura Neves Fernandes até Abril de 2012 Presidente da Assembleia Geral da Hotel Turismo de Abrantes SA

 



O dr. Jorge é o Patriarca da família Moura Neves Fernandes , actualmente é um jovem e dinâmico grande proprietário e Advogado octagenário , filho do grande benemérito Dr.Manuel Fernandes



fundador do Colégio de Fátima, do La Salle, do Teatro São Pedro, da Casa de Saúde, do Hotel etc....



A lista completa dos intervenientes incomodados pela inépcia dos serviços jurídicos municipais é esta:

 


Interveniente Principal Nuno Miguel Delicado Moura Neves 
Interveniente Principal José Guilherme Neto de Almeida Moura Neves 
Interveniente Principal Maria Manuela Barreiros Martins Moura Neves 
Interveniente Principal Carlos Alberto de Moura Neves Fernandes 
Interveniente Principal Fernando Manuel Moura Neves de Almeida Fernandes 
Interveniente Principal Maria de Fátima Ferreira Ferrão de Almeida Fernandes 
Interveniente Principal Jorge Manuel de Moura Neves Fernandes 
Interveniente Principal Marta Lauret de Oliveira Fernandes Pereira Pinto 
Interveniente Principal João Hipólito Lino Neto Pereira Pinto 
Interveniente Principal Vera Lauret de Oliveira Fernandes 
Interveniente Principal Maria Margarida Neto de Almeida Moura Neves Telles Varela 
Interveniente Principal José Telles Varela da Costa 
Interveniente Principal Ana Cristina Netto de Almeida Moura Neves 
Interveniente Principal Pedro Gonçalo Moura Neves Vicente 
Interveniente Principal Ana Margarida Moura Neves Vicente 
Interveniente Principal Maria Sofia Moosmaier Cordeiro Moura Neves 
Interveniente Principal Miguel Moosmaier de Moura Neves 
Interveniente Principal Maria Filipa Moosmaier Moura Neves 
Interveniente Principal Maria Madalena Moosmaier Moura Neves de Matos Heitor 
Interveniente Principal Luis Manuel Ferrão de Matos Heitor 
Interveniente Principal Rita Maria Proença Lisboa Moura Neves Tavares Falcão 
Interveniente Principal Paulo Gabriel Falcao da Silva Tavares 
Interveniente Principal Maria Inês Lisboa Moura Neves 
Interveniente Principal João Paulo Moura Neves Vicente



A acção em processo ordinário tem o número  861/09.8TBABT e corre no 3º juízo desta comarca.



O Réu actualmente em processo de insolvência é uma grande imobiliária de Leiria (curiosa cidade, diria Eça de Queirós, enquanto se lembrava do Cónego Amaro)  ligada a 



AGRUPOL, LDA


cujos sócios gerentes eram os Snrs Artur Manuel Fernandes Borda D’Água e Albertino Lopes Guapo e de que actualmente é Administrador da Insolvência o Sr. Wilson José Gabriel Mendes da Marinha Gande.


A Agrupol exercia em Abrantes actividades imobiliárias na Urbanização dos Carochos cujo bonito aspecto é este:


 

 

 

 

Jota Pico 

 

 

Há ainda aparentemente segundo o ex-Vereador João Pico outros processos relativos e conexos a este caso relacionados com o saneamento urbano e a desastrosa gestão de resíduos desta cidade, onde se roça o crime ambiental.

 

 

Pois bem o contencioso da CMA com a Agrupol que se arrasta pelo menos desde o ano 2000 (ainda era Vice-Presidente o Eng.Couceiro, homem sério e grande abrantino) há muito que poderia ter sido resolvido.

 

Deixaram arrastar a coisa até que   a empresa entrou em insolvência!!!!

 

 

E agora recorrem aos Tribunais incomodando terceiros e pessoas com mais de 80 anos como o sr. dr. Jorge Fernandes, a quem os municipais e a Cidade devem tantos favores.

 

A falta de coordenação política, o desleixo e a incompetência são a marca desta gente.

 

Marcello de Noronha  

 



publicado por porabrantes às 10:40 | link do post | comentar | ver comentários (6)

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

É uma rua abrantina, com ...

Autarquia passa alvará de...

Urbanização dos Carochos ...

Vende-se urbanização dos ...

CMA envolve família Moura...

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds