Sexta-feira, 03.06.16

Boa reportagem do Mário Rui

 

a redacção


tags: ,

publicado por porabrantes às 16:41 | link do post | comentar

Quarta-feira, 18.05.16

 

Enviam-nos cópia de carta endereçada ao Presidente da Junta de S.Miguel/Rossio, que publicamos, bem como fotocópia de carta mandada pela ARS aos utentes do Centro de Saúde do Rossio.
 
 
 
 ''Presidente da Junta Freguesia

Recebi uma carta que vai no anexo, a informar se eu não desistir da minha médica de família a Doutora Paula o ficheiro de toda a minha família vai para a nova unidade de saúde de Abrantes. Apercebi-me que todos os meus vizinhos já estão todos inscritos em Abrantes.
Outra coisa as pessoas que eram doentes da Dotora Cira, o secretario do posto medico esta a dizer para se inscreverem na nova unidade para terem medico de família.
Andei a descontar mais de 30 anos para que, agora que preciso de medico vamos ficar sem nada

Mas querem acabar com o posto médico no Rossio? Qualquer dia esta terra e um deserto.''

obrigado pela sua atenção

(leitor devidamente identificado)

 

ars.png

Os comentários são óbvios, a nova USF de Abrantes custou uma pipa de massa ao município ( e era de competência do Estado) e não tinham médicos para ela, de forma que estão a arrastar para lá os poucos médicos que serviam freguesias como o Rossio e pelos vistos querem também para lá arrastar os doentes.
 
E ainda está anunciada nova empreitada para um centro médico no Rossio, coisa que não é de competência municipal, e não há médicos.
 
Para quê gastar tanto dinheiro em betão?
 
mn

 

 



publicado por porabrantes às 21:32 | link do post | comentar

Terça-feira, 29.09.15

usf.jpg

 Foto CMA

 

 

A ACT tem dúvidas sobre a placa que matou 2 operários e mandou-lhe fazer uma peritagem..

 

Quem o noticia é o Mirante:

'' Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) pediu uma peritagem à placa pré-fabricada que caiu durante a construção da Unidade de Saúde Familiar de Abrantes, matando dois operários.

 

Esta peritagem técnica tem por objectivo apurar se a placa de betão, com cerca de duas toneladas, tinha algum defeito de fabrico. Estas conclusões são fundamentais não só para o processo judicial como para as companhias de seguros envolvidas no caso.

 

Recorde-se que o acidente ocorreu no dia 17 de Agosto vitimando os operários Eduardo, 49 anos, de Braga, e João, 35 anos, de Aveiro.

 

O empreiteiro responsável pela obra, Nuno Teixeira, garantiu na altura que estavam a ser cumpridas todas as normas de segurança. (...)''

 

Leia aqui a notícia

 

A CMA que se propunha ontem vender quase à borla um valioso lote de terreno, para uma desnecessária Igreja,na Encosta da Barata, que quem sabe um dia será baptizada como Encosta das Seringas, por algum presbítero seringueiro de velhas beatas e outros incautos, à Fábrica de Igreja de S.Vicente,  podia solicitar ao Reverendo que  dissesse, em troca do desconto no terreno, 1000 missas por alma dos falecidos.

 

Aguardamos a resposta camarária a esta proposta pia,embora fosse mais lógico atribuir já bolsas de estudo aos filhos de  ''Eduardo, 49 anos, de Braga, e João, 35 anos, de Aveiro''.

E se oposição propusesse esta medida elementar????

ma    



publicado por porabrantes às 12:23 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.09.15

europa crista.png

Andam por aí protestar contra a Liberdade de Imprensa. Protestar contra a Liberdade é levar-nos ao caminho da Sharia.  Não vi nenhum dos que protestam, nem as autoridades preocuparem-se sequer pelos filhos dos operários mortos na velha garagem dos claras

claras 61 joao paulo matos.jpg

Imagem histórica dum edifício que devia ter permanecido em pé, para nossa memória, com um aproveitamento condigno

Saramago.png

José Saramago, Viagem a Portugal  

ma

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 13:04 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.08.15
 
 

''São da região de Aveiro os dois homens que perderam a vida na sequência do trágico acidente laboral que aconteceu em Abrantes (distrito de Santarém), ao final da tarde de segunda-feira.
A queda de uma placa de betão de revestimento da fachada do edifício da nova Unidade de Saúde Familiar daquele concelho, com um peso de cerca de duas toneladas, foi fatal para as duas vítimas. Eduardo Duarte, de 35 anos, natural da Gafanha d’Aquém, embora estivesse a residir na Gafanha da Nazaré com a mulher e as duas filhas de cinco e 13 anos, morreu ainda no local. João Andrade, também atingido pela placa de betão, acabou por falecer no Serviço de Urgências do Hospital de Abrantes, onde deu entrada em paragem cardio-respiratória. Tinha 49 anos e morava em Paus, Alquerubim, no concelho de Albergaria-a-Velha, sendo natural de S. João de Loure. Deixa mulher e três filhos, de 15, 23 e 27 anos.''

 

no Diário de Aveiro por Diana Cohen com a devida vénia

 

se bem me lembro os 2 mortos na Caima em Outubro de 2014 também eram dessa região

 

caima.jpg

R.Renascença

 

e a ACT e a Câmara da Julinha ainda não divulgaram o resultado do inquérito....

 

ma

 


publicado por porabrantes às 19:57 | link do post | comentar

 

A CIP SA, adjudicatária das obras assassinas da USF dos Claras tinha introduzido um subempreiteiro, a KO-MAT,LDA sem cumprir as exigências legais estabelecidas no artigo 385° do CCP (Código dos Contratos Públicos) e sem que estivesse fundamentada a necessidade da subempreitada.

Quando a adjudicatária enviou a cópia do contrato para a CMA a 17 de Julho, não houve autorização, que só foi dada a 27 de Julho.

A CIP SA voltou a fazer coisa semelhante com outro subempreiteiro a  Orona Portugal, Lda.

O Contrato só deu entrada a 20 de Julho, a autorização só foi dada a 27.Também tinha irregularidades.

A CIP SA usou pelo menos subempreiteiros para trabalhos no valor de  

711.207,42€, que representavam mais de 65% da empreitada total.

A CIP SA também foi a adjudicatária das obras do sinistro bunker da Praça da Feira

bunker ânimo.jpg

Foto ânimo

 

Nas resoluções da CMA declara-se que para sanar as deficiências na contratação se devia comunicar as suas decisões ao Coordenador de Segurança em Obra, nos termos do Decreto-Lei n° 273/2003, de 29 de Outubro.

 

Este avisa no seu preâmbulo:

dl.png

 

 

 

 cm usf  rui miguel pedrosa.jpg

 Foto do Correio da Manhã/Rui Miguel Pedrosa

A pergunta a fazer é, se havia irregularidades nos subempreiteiros, porque é que a CMA não parou as obras, até que as ditas estivessem sanadas??????

E ainda, houve trabalhadores dos subempreiteiros a trabalhar, sem que as subempreitadas estivessem autorizadas pela CMA? 

 ma



publicado por porabrantes às 16:45 | link do post | comentar

Terça-feira, 18.08.15

olhão livre.png

 boa pergunta

 

ma



publicado por porabrantes às 19:13 | link do post | comentar

portugal press.png

 O Portugal Resident é um jornal para estrangeiros que residem, visitam ou mantêm negócios com Portugal, e viu assim a tragédia dos Claras.

Curiosamente também se pode ver na foto como a muralha do Convento de São Domingos, que foi construída no século XVII quando Abrantes era importante praça-forte nas Guerras da Restauração, foi demolida pela empreiteira para fazer as obras.

A muralha fazia parte dum conjunto classificado como IIP-Imóvel de Interesse Público e só podia ser demolida com autorização da tutela.

Houve essa autorização???

Gostaríamos que os senhores vereadores da Oposição o perguntassem.

mn



publicado por porabrantes às 18:58 | link do post | comentar

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) não descarta que do inquérito que vai abrir ao acidente nos Claras, em Abrantes, resulte a necessidade de abertura dum processo-crime. Em declarações anónimas à Lusa (é surpreendente que uma autoridade faça declarações anónimas !!!!!) a ACT sublinhou ''Se houver responsabilidades criminais, pode haver coimas ou inquérito judicial, mas é tudo ainda muito prematuro e vai demorar tempo até que sejam apuradas as causas deste acidente''.

É óbvio que se houver responsabilidades criminais a dilucidar, terá de haver processo-crime.

 

Quanto às coimas que a ACT pode aplicar, são sanções administrativas.

 Segundo a ACT :  Acidente de trabalho mortal

''Constitui um objectivo da ACT a realização de inquéritos a todos os acidentes de trabalho mortais que lhe tenham sido comunicados ou dos quais tenha conhecimento por qualquer forma.'' página da ACT''

A fonte da ACT também diz que o inquérito pode demorar. No entanto a morte dum trabalhador dos SMAS foi em 17 de Março e ainda não foi divulgado o resultado do inquérito. Porquê?

O silêncio só se pode compreender se esse acidente está sujeito a inquérito judicial. Se não está, a transparência aconselhava a publicação desse inquérito e a sua publicação on-line.    

act.png

 Comunicado da ACT

Entretanto segundo os números disponíveis da ACT, a 5 de Agosto, os acidentes mortais tinham sido estes, a que há que juntar os 2 mortos na USF

acidente mortal.png

Ou seja no Distrito morreram pelo menos 9 trabalhadores e cerca de 30% dessa mortalidade foi em obras da autarquia.

SM

fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) 
.

 



publicado por porabrantes às 18:37 | link do post | comentar | ver comentários (2)

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Utentes desesperam na nov...

A Saúde no Rossio

Estava marada a placa da ...

A liberdade é a única coi...

Cinco orfãos no saldo da ...

Irregularidades nos subem...

A culpa vai morrer soltei...

Imprensa retrata tragédi...

Inquérito-crime nas morte...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds