Quinta-feira, 05.11.20

Vale a pena enumerar a lista do património edificado que se perdeu  nesta terra, por incúria ou cegueira do poder político?

Já se fez várias vezes a lista do que perdemos, e o último imóvel significativo na nossa memória e no tecido urbano que estava condenado era o Mercado Municipal, obra entre outros dum arquitecto importante, António Varela.

A movimentação cívica para o preservar, em grande parte animada pelo grupo informal e apartidário, ‘’Amigos do Mercado’’, animado pelo José Rafael Nascimento, forçou o poder a dar o dito por não dito, embora a decisão de o abater, continue inscrita no PUA.

O edifício continua a degradar-se a olhos vistos, sem se vislumbrar  qualquer intenção sequer de lhe lavar a cara, quando se aproxima mais  um Inverno.

mercado zé vieira 4.jpg

(foto ''roubada'' ao Coisas de Abrantes do sr. José Vieira)

A disfuncionalidade do ‘’bunker’’ continua à vista e para dar um uso social ao Mercado e reanimar o comércio seria lógico passar o mercado de frescos para o velho Mercado Municipal.

Foi neste sentido, que foi dirigida uma carta aberta pelo José Rafael Nascimento ao Presidente da autarquia, contestando também a anunciada decisão de reconverter o mercado em mais garagens, salas de cinemas e eventualmente um multiúsos, tudo através dum concurso de ideias a organizar sobre a égide da Ordem dos Arquitectos, onde prepondera o ex-Vice, Rui Serrano, que teve intervenção política na construção do Bunker.

A novidade agora reside que o Valamatos tenha vindo responder publicamente à carta que lhe foi enviada e deve assinalar-se o facto, pois representa aparentemente uma mudança de paradigma em relação ao autismo autoritário da cacique.

A carta contudo não adianta novidades, nem sequer anuncia as imprescindíveis obras de conservação, escudando-se na alegada falta de recursos financeiros da autarquia.

Também não explica, nem assume, a responsabilidade política sobre o flop que constitui a construção do parque de estacionamento do Vale da Fontinha, pouco frequentado e a escassa distância do Mercado, nem o absurdo de propor novas salas de cinema que cabiam perfeitamente no S.Pedro que se vai reabilitar.

Termina a missiva dando conselhos paternalistas ao dr.José Rafael Nascimento e pedindo-lhe uma atitude construtiva e fazendo alguma insinuação injusta.

Que atitude construtiva pode pedir quem alinhou na política destrutiva de demolir património significativo e querido dos abrantinos, como o Mercado?

Quem mantém edifícios significativos, adquiridos a peso de ouro, como a antiga Pensão Central, ao lado dos Paços do Concelho, num estado vergonhoso?

Quem parece incapaz de deter promotores imobiliários de vandalizarem património classificado, como é o caso da capela de Santo Amaro e de os punir?

São estes últimos considerandos da carta do Valamatos portanto injustos e parecem denotar a incapacidade de inflectir uma política urbanística errada, baseada em projectos faraónicos e que não assume que preservar a nossa herança patrimonial é culturalmente mais positivo que construir bunkers, que são um hino ao despesismo.

Basta visitar uma série de terras lusas para verificar que os antigos mercados se recuperam e revitalizam e são pólos de desenvolvimento locais.

As boas lições são para serem seguidas e estudadas. Portanto os defensores do Mercado devem continuar a lutar, para impedir um projecto disparatado.          

mn       



publicado por porabrantes às 09:36 | link do post | comentar

Sexta-feira, 04.09.20

um miserável acto de censura

Realmente é deveras preocupante o que se passa nas reuniões da câmara de Abrantes agora que se podem seguir ao vivo pela internet. Muita paciência muito mais que Jó deve ter o Vereador Armindo para aguentar a forma autoritária que se evidencia reunião após reunião. A questão do som que na última reunião foi levada longe de mais já vem das primeiras transmissões onde houve sempre problemas. Não fossemos pessoas sérias e poderíamos pensar que é tudo intencional já que a Vereadora Paula tinha dois microfones e não falou e a outra também tinha dois microfones e também falou mas não disse nada. E é assim que somos governados e ao que parece iremos ser por mais 4 anos. Triste sina a nossa e tanta gente boa que vai embora.



publicado por porabrantes às 08:37 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.08.20

''O Presidente da Câmara esclareceu que a canoagem está reativada e que é tempo de o Vereador Armindo Silveira ajudar a promover o que o concelho tem de bom e o que se faz bem, em vez de estar sempre a criticar'' Acta de 21-7-20

armindo silveira.jpg

As declarações do Valamatos são injuriosas, injustas e desprovidas de fundamento.

Constituem um insulto ao trabalho consciensioso e incansável de Armindo Silveira em prol do concelho.

A crítica construtiva do Vereador do Bloco, devia ser para o Presidente não-eleito um estímulo para corrigir a gestão desastrosa, herdada da cacique, caracterizada por favoritismo, despesismo, turismo da mulher à volta do mundo pago pelos abrantinos e contratos ruinosos e mentiras como a da Tectânia ou da RPP.

Em contrapartida, têm-se prodigalizado em elogios ao neo-liberal do partido que se quer aliar ao Chega.

Se são injuriosas retratam quem as proferiu e quem já protagonizou cenas de gritaria e gesticulação impróprias duma taberna, quanto mais duma sessão camarária.

E politicamente mostram a incapacidade doentia de interiorizar que o papel da Oposição é indispensável em democracia.

ma 

 



publicado por porabrantes às 09:23 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.07.20

O dr.António José Carvalho, membro da Assembleia de Freguesia do Tramagal e líder do MIFT acaba de divulgar esta interessante reflexão sobre a nova aposta camarária no ''padel'' ( um construtor espanhol dizia-me montei nas urbanizações que fiz na tua terra...''pistas de padel'' e agora tenho de contratar professores....porque é desconhecido lá)...

 

 

''António José Carvalho
30 min Compartido con: Público
1 - Em contexto de pandemia, a Câmara de Abrantes anuncia um "investimento" de 150 mil euros em Padel.
Há quinze anos, quando "investiu" no Basebol 500 mil euros, dizia que era "uma das apostas estratégicas do município", agora diz que é uma aposta "porque muitas pessoas têm manifestado a vontade de jogar". Passados estes anos, no mínimo, antes de nova aposta e já esquecida a do Wakeboard (100 mil euros), era tempo de avaliar o que andam a fazer com o nosso dinheiro.
2 - Foi escolhido o Aquapólis Norte nas Barreiras do Tejo para localizar o "investimento" em Padel. Não há-de ter sido uma escolha difícil, nem equacionaram poder ser feito nos Campos de Ténis de Tramagal, tem um único racional: juntar esta "valência" à concessão para fins desportivos do edifício erigido pela CMA no leito do Tejo. Tem um impedimento: os planos em vigor não permitem a construção no local pretendido - a área é Reserva Ecológica Nacional (e tem um jardim de oliveiras pago há pouco).
3 - Quando se vê a nossa Câmara a querer realizar com urgência este "investimento" no Padel concelhio, alguém estranha que outros projetos que as pessoas manifestaram vontade de realizar, por exemplo no âmbito dos Orçamentos Participativos de Abrantes, ainda estejam à espera ou nem sejam considerados? Não? Queremos mesmo deixar de jogar Basebol para passar a jogar Padel?

 



publicado por porabrantes às 17:17 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25.06.20

O speedy-contrato

 

Na Assembleia Municipal de 22 de Maio, Pedro Grave (do Bloco) questionou o Valamatos acerca da repentina adjudicação de obras do teatro S.Pedro à empresa do ex-colega de Vereação e ex-superior hierárquico arq. Rui Serrano.

Pedro Grave lembrou que o Vereador Armindo Silveira pedira a pintura do teatro e que Valamatos lhe respondera, cortante, que não pensava fazer nada no Teatro, sem haver um contrato-promessa.

Ora não há esse contrato, mas há aquilo que o Pedro Grave chamou, certeiro e sarcástico, ‘’   uma minuta de contrato rápido’’ . (reportagem da A.Livre).

Há mais , adiantou ainda:’’O sr. presidente por despacho em 30 de abril [assinou] a decisão de adjudicação, no mesmo dia a aprovação da minuta do contrato e no dia 15 de abril, já estava feito o cabimento da verba.’’ (reportagem do M. Tejo).

E a seguir falou de ‘’contrato relâmpago’’ (idem)

Eu falaria de contrato ‘’Speedy Gonzalez’’ ou melhor ‘’Speedy Serrano’’.

Disse que contactou ‘’3 ou 4 empresas’’, esquecendo-se naturalmente de aclarar que só uma respondeu, a do ‘’Speedy Serrano’’

Tratou-se dum ‘’contrato de aquisição de serviços’’, que implica contactar vários concorrentes ou dum ajuste directo?

No papel está ‘contrato de aquisição de serviços’’, que é a forma legal imposta para contratos que tenham este montante!

Mas o Valamatos, segundo a ‘’Antena Livre’’  assegurou aos deputados municipais que era um ‘’ajuste directo’’, coisa que implica autarquia contratar a dedo quem lhe der na socialista gana.

E naturalmente a feliz contemplada foi a empresa dum socialista .

‘’ Por isso a necessidade de contactar três empresas projetistas para a sua adjudicação por ajuste direto.’’ diz a Antena Livre, que foram as suas palavras.

Ou seja seria um ajuste directo relâmpago.

Tudo menos transparência!!!

Finalmente não se compreendem as pressas, quando a Iniciativas de Abrantes é obrigada a repetir a assembleia geral de Dezembro, porque os burocratas municipais acham que ela não é válida e que para haver venda tem de haver nova deliberação social!

Em termos estritamente jurídicos a CMA não tem qualquer poder para intervir no edifício, quanto mais para andar a outorgar speedy -contratos à empresa do Serrano.

mn

 

ps-comentaremos mais tarde as declarações do Valamatos ao ‘’Mirante’’

 

fav.png

 



publicado por porabrantes às 09:05 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.03.20

valamatos

Jorge Dias pergunta quem licenciou Etar em terreno privado

Foi a câmara da cacique, onde o Valamatos era chefe dos SMAS

Naturalmente a favor da Abrantaqua, onde Júlio Bento, ex-Vereador socialista e bastante conhecido do MP, pastoreava.

bento

 

E depois os anîmos exaltaram-se, Valamatos chama a polícia

Reunião interrompida

Desta vez o Dias não levou burros

ma     



publicado por porabrantes às 09:56 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.02.20

uniao

Duas entrevistas aos medias e este discurso onde começa por falar em União, ora quem quer união..... não faz figuras destas

valamatos birra

respeita a Oposição  e se algum dia perde a cabeça, pede desculpa, estamos há mais de um ano, esperando em vão por elas..... 


tags:

publicado por porabrantes às 19:29 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.01.20

Sobre o fiscal das obras, que é arguido, numa investigação da PJ, o Valamatos diz que não vai tomar nenhuma medida e só esclareceu alguma coisa porque Armindo Silveira perguntou.Disse o Valamatos, que ia solicitar um relatório à PJ, já agora pode pedir cópia deste despacho à Relação de Évora, e discuti-lo politicamente no executivo ou na Assembleia Municipal.

Também disse que ''esteve no Municipio e não na Câmara Municipal porque a Câmara Municipal é um órgão''. (médio tejo)

Se este peculiar raciocínio está correcto, da outra vez esteve na Câmara Municipal, porque os arguidos eram o Presidente e o ex-Vereador de Obras.

E toda a gente permaneceu muda (excepto nós e o dr.Santana Maia) a isto

img20200111_17404977

O processo terminou arquivado, mas nunca se discutiu política e eticamente as massas de origem duvidosa que fizeram rico o Bento, enquanto era Vereador

bento

E que ele também não esclareceu ao Tribunal.

ma

 



publicado por porabrantes às 11:23 | link do post | comentar

Segunda-feira, 09.12.19

O maior estadista do Vale da Coelha, ou sítio semelhante, dizia ,irado, que o Tribunal de Contas era uma força de bloqueio.

O Tribunal de Contas é um órgão independente, que tem como vocação controlar a legalidade das despesas da administração pública.

Podemos discordar dele ou das sentenças, como discordamos das sentenças que absolveram a Antunes e o Carvalho´, por fazerem pagamentos ilegais aos bombeiros.

Mas é indesculpável dizer, à boa maneira cavaquista , que o Tribunal arrasou a autarquia por causa dos fogos, por chicana política

força de bloqueio

(Paula Mourato, no Médio Tejo)

Porque é que esta gente não gosta do TC?

Porque os apanha a fazer ilegalidades!

Pagamento ilegal feito a Carrilho da Graça !

fax carrilho da graça

Como os caçou a fazerem pagamentos ilegais a Carrilho da Graça

carrilho-da-graca-150x150

E uma oposição domesticada, chefiada por um tal Pedro Marques, não deu por nada.

Teve de vir o dr. Santana-Maia para haver oposição!

mn

    



publicado por porabrantes às 09:52 | link do post | comentar

Quinta-feira, 14.11.19

jorge dias cimt

Na sequência do programa da TV sobre Jorge Dias, o Valamatos foi choramingar prá CIMT.

Os colegas corporativamente manifestaram-lhe solidariedade.

Nenhum deles foi capaz de perguntar que se passava com Jorge Dias ou solidarizar-se com ele.

É o corporativismo no seu melhor.

mn  

 



publicado por porabrantes às 12:33 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O futuro do mercado munic...

O ataque a Armindo Silvei...

Declarações injustas e in...

O Vereador do baseball ap...

O speedy-contrato

Valamatos chama a polícia...

O discurso da ''união''

A Polícia na CMA

Uma crítica inadmisível a...

Câmaras Corporativas

arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds