Sábado, 16.03.19

 

Na sua incessante e frenética campanha pró-basebal as autoridades municipais anunciaram outro dia um importantíssimo evento. O Vereador do Pelouro do Desporto de Barcelona (nem mais,nem menos) ter-se ia encontrado com Nelson Carvalho e com o Vereador basebolístico Valamatos para afinar pormenores dum novo pacto ibérico.

Mas o melhor é transcrever a excelsa prosa do S.N..I seminarístico : ‘O Vereador responsável pela área do Desporto do Município de Barcelona (Espanha), que é simultaneamente o Presidente da Federação Espanhola de Basebol, deslocou-se ao concelho de Abrantes em visita de trabalho, na passada sexta-feira, dia 04 de Março. Júlio Pernes esteve reunido com o Presidente do Município, Nelson de Carvalho, e com o Vereador do Desporto, Manuel Jorge Valamatos, tendo também realizado uma visita às infra-estruturas desportivas da Cidade (onde vai nascer brevemente o campo de Basebol) para aferir do desenvolvimento desportivo. Para além da troca de informações o autarca Espanhol reuniu com a Presidente da Federação de Basebol, cuja sede está já a funcionar em Abrantes, concelho onde esta modalidade está a começar a ser desenvolvida. O Município de Abrantes equaciona a possibilidade de no futuro poder vir a desenvolver um intercâmbio com a sua congénere Espanhola na área desportiva.’’.

O 100 Papas pode garantir que a informação é falsa. Em Barcelona não há nenhum Vereador chamado Julio Pernes e o responsável pelo desporto na capital catalã é o Concejal  Sr. Pere Alcober i Solanas, por acaso membro do P.S.C- a filial do PSOE na terra de Gaudi. Entre os múltiplos cargos do Sr.Pere Alcober  figura o de  Regidor Ponent d'Esports, que é a coisa mais parecida a um Vereador dos Desportos .(Como os de Barcelona não podem ter um Vereador do Baseball...).

Mais, não há no Ayuntamento de Barcelona nenhum Julio Pernes eleito por qualquer força política. Portanto o dr.Carvalho e o V.V. reuniram-se com um fantasma ou foram levados.

Porque não se pode admitir que nos estejam a mentir. Mais, a CMA não pode’’ desenvolver um intercâmbio com a sua congénere Espanhola na área desportiva’’, porque o Pernes não manda lá nada, nem representa de forma nenhuma o Sr.Joan Clos que é o Alcalde socialista lá da terra....

Quem é então este fabuloso Pernes ?

O 100 Papas admite que se trate dum certo Lázaro Julio Pernas López que é o Presidente da Federação Espanhola do Baseball, mas que não tem nenhum cargo político em Barcelona.

O Sr.Pernas parece só ser espanhol e catalão de adopção, porque nasceu em Cuba, donde lhe deve vir o amor pelo Baseball.....

E a 25 de Abril de 2005, confidenciava ao jornal ‘’As’’ (que é como a ‘’Bola’’ à espanhola) que o Baseball andava pelas ruas da amargura em Madrid, tanto que os dois clubes significativos (Escuela La Elipa y Rivas-Vaciamadri) tinham fechado as portas por falta de pilim....

pernes

 

 
   


Naturalmente o 100 Papas aguarda curioso que lhe expliquem esta estranha história....

.O Verdadeiro Concejal dos Desportos de Barcelona


  Im. Sr. Pere Alcober i Solanas
Membre de la Comissió de Promoció Econòmica, Ocupació i Coneixement (portaveu)
Membre de la Comissió de Cultura, Educació i Benestar Social
Regidor Ponent d'Esports
Membre de la Comissió de Govern
President del Consell Municipal del Districte de Sants-Montjuïc
Membre de l'Institut Municipal d'Hisenda de Barcelona
Membre de l'Institut Municipal de Persones amb Disminució
Membre del Patronat Municipal de l'Habitatge
Vicepresident tercer de Barcelona de Serveis Municipals, S.

in primeira-linha 24-O5-O5



publicado por porabrantes às 09:30 | link do post | comentar

Domingo, 24.01.16

tomar armindo.png

devida vénia ao colega tomarense

 

um abraço ao Armindo, pelo seu combate pelo Ambiente

 

veja aqui o levantamento onde a CMA é denunciada e que o Valamatos anda a desmentir, enquanto se cala o dr. Manana, muito obediente

 

 

 

para contar os votos estamos no tonho paulos

tonho paulos abrantes vitor oliveira.jpg

a foto é do sr. Victor Oliveira e na sucata em frente ainda não atacou a doença das palmeiras, é pena

 

ma 

 



publicado por porabrantes às 19:20 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.07.15

 

 

A edilidade de Estremoz é do MIE (Mov.Independente por Estremoz) e proibiu os ciganos (do bairro das Quintinhas)  de tomarem banho na piscina, por o fazerem vestidos e ainda por fazerem necessidades na água.

xixxi.png

O Sr.Falcão do SOS Racismo criticou o dr. Mourinha, digno Presidente local e grande alentejano.

mourinha.jpg

e este denunciou as críticas demagógicas ''como uma forma de racismo contra o Presidente da Câmara''.

Que fazer face a esta situação de ciganos poluentes?

Enviar para Estremoz o Regulamento maoista que o Vereador Valamatos implementou na piscina de Abrantes, in illo tempore?

Enviar a Tânia?

Ela já andou em excursão pelo Alto Alentejo explicando, se calhar, aos ciganos que não devem urinar nas piscinas.

tània.png

(Julho de 2014, CM de Monforte, CDU)

 

Que lhes terá dito a Tânia, além de que as ciganas se devem casar virgens?

tània 2.jpg

Bem, isso é uma teoria que também defende a Ana Cabral Soares Mendes, que da profundidade do saber litúrgico católico,  defende, ortodoxa, que as quecas pré-matrimoniais são pecado mortal

ana cabral.jpg

Mas como é uma fidalga caritativa e civilizada, não defende, como qualquer sedentário civilizado, a brutalidade das provas pré matrimoniais ciganas para ver se as nubentes são virgens,coisa que defende a Tânia, como essência da ''cultura'' caló.

Um jornal de Estremoz garantia que os ciganos alentejanos estavam a integrar-se (coisa que significaria que as jovens ciganas já davam quecas antes do casamento, perdendo assim a sua ''essência cultural'', segundo a Tânia, e caindo em ''pecado mortal''  e ''perigosa concupiscência'' segundo a fogosa directora da Nova Aliança).

Jornal E - Número 5 - CAPA.jpg

Porém se o Senhor Presidente diz que fazem porcarias na piscina, pelo menos uma fracção deles continua incivilizada.

É portanto mister enviar a doutora Tânia em nova missão de soberania ao Alto Alentejo para explicar que a piscina de Estremoz não é um urinol público e que as velhas da tribo devem comprar bikinis para entrarem na piscina.

Mas a Tânia deve-lhes explicar que não devem fazer top-less, não comecem os maridos aos tiros, coisa pior que mijarem na água.

Finalmente a Tânia deve fazer-se acompanhar do regulamento Valamatos, que um jornal local resumiu assim: ''

Calções de banho proibidos na piscina municipal

Na piscina de Abrantes vigora uma norma extraordinária: é proibido usar calções de banho com bolsos. Parece que estes são suspeitos de poder transportar cotão capaz de contaminar os 600 metros cúbicos de água da piscina.

Consta agora que o vereador Valamatos (V.V.), responsável por esta original medida sanitária, também não gosta de calções de banho sem bolsos e está tentado a proibir o seu uso, impondo a utilização colectiva de cuecas balneares. Antes que V.V. concretize esta ameaça tardo-maoísta, e como as pessoas que não gostam de se exibir em cuecas em público merecem respeito, sugerimos-lhe que seja mais democrático, proibindo o uso de qualquer invólucro corporal. Até porque essa medida discriminatória poderia ser um perigoso precedente que conduzisse, de hoje para amanhã, à obrigatoriedade de os cidadãos abrantinos terem que transitar nas ruas da cidade com indumentárias ao gosto do presidente da Câmara''

 

(Primeira Linha, 23-5-2005)

 

Deve-se  acrescentar-se uma adenda ao regulamento Valamatos para aplicar em Estremoz:

 

''Qualquer cigano das Quintinhas que queira entrar na piscina, deve fazer-se acompanhar por penico''.

AECIO PEDIU PENICO.jpg

Este não é cigano, é o Aécio.

 

mn   

     

 



publicado por porabrantes às 12:57 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Segunda-feira, 04.05.15

A notícia aqui dada chegou à Imprensa Nacional.

 

O Sol brada

 

sol.png

 

O Diário Digital ''tá'' na mesma onda.

 

dd.png

 

A denúncia foi despoletada pelos Independentes das Mouriscas, a AGIMOS, que agiram muito bem, forçando a CDU a secundá-los e parte do PS local.

 

O Valamatos diz que a Abrantaqua tem de solucionar o problema.

 

Mas a obra é de quem?

 

Dos SMAS?

 

Ou do Júlio Bento e sus muchachos????

 

MA

 



publicado por porabrantes às 17:11 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.03.15

A estação ferroviária de Abrantes  era, desde o longínquo século XIX, na defunta freguesia de São Miguel do Rio Torto, anexada ao Rossio por uma reforma territorial estúpida (naturalmente saída da cabeça pseudo-licenciada do Relvas), que as forças políticas locais (o bloco central) por serem curtas de vista não conseguiram gerir.

A última vez que se puseram de acordo foi para decretar oficialmente que não havia ''caos'' nas urgências hospitalares, depois das forças vivas terem gasto centenas de milhares de euros em tinta para o pintar, como se pintado de cor-de-rosa o ''caos'' não deixasse de ser ''caos''.

 

Pois bem, os planos municipais de ordenamento urbano em vigor prevêem na prática a liquidação em saldo desta estação centenária para concentrarem o essencial do escasso tráfico ferroviário em Alferrarede. Não acreditam????? Leiam:

estaçao 2.png

 Isto está publicado no portal municipal neste documento

pua.png

 Que terá sido aprovado sem que na discussão pública ninguém se pronunciasse, sendo Presidente da  União de Freguesias de São Miguel e Rossio, o Sr. Luís Alves e Vereador o  Valamatos e  não conheço que os deputados municipais destas terras fizessem protestos.

 

 

1024px-352003_Renfe_TalgoIII_-_Estaçao_Ferroviari

 

  Foto Phil Richards

 

 

Portanto há intenção da CMA de liquidar uma estação (que não é dela, mas da CP), onde nos anos 80 a CP investiu em obras de requalificação, enquanto a estação de Alferrarede (estava para ser mau e escrever apeadeiro) está ao abandono e com pouco tráfico ferroviário, porque o essencial deste tráfico é de mercadorias, basicamente de carvão pró Pego e nunca passará em Alferrarede.

 

O abandono da estação de Alferrarede já é motivo de paródia na Wikipédia

''Em Julho de 2008, esta interface encontrava-se num avançado estado de degradação e abandono, tendo sido vandalizada várias vezes; a bilheteira foi encerrada no dia 11 daquele mês, o que provou protestos por parte da Junta de Freguesia de Alferrarede, que afirmou que esta acção iria aumentar a insegurança na estação, e reduzir o número de passageiros.'' e de reportagem no Mirante com declarações contundentes do Pedro Moreira. 

 

Agora perguntamos nós, escreveu a CMA à CP a comunicar as suas estúpidas intenções ou a CP não sabe que a estação de Abrantes é para fechar por ordem municipal????

 

Perguntou a CMA à Victor Guedes, que fica ao lado da estação, se isso lhe dá problemas?????

 

E que mais?????

 

Oficiou a este fundo de invesmento imobiliário fechado, que tem muitos terrenos em Alferrarede, a boa nova da transformação do apeadeiro em Estação Central de Abrantes????   

barrocas.jpg

Inforlena 45

Os terrenos são os que se referem e na prática são da Lena. Isto tem a ver com a nova Estação Central???? Deixo a pergunta ao leitor.

ma

 

fundo alf.png

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 11:42 | link do post | comentar

Sexta-feira, 21.11.14

''

Não conheço, pessoalmente, a Senhora Dona Filomena Ferrão Nunes, filha do Capitão Ferrão, que, agora, fez chegar ao meu conhecimento pormenores que eu desconhecia: “Estive juntamente com familiares a bater a portas, a fazer telefonemas durante a tarde de sábado e prolongou-se até à madrugada de domingo a tentar uma solução, inclusive uma boa abrantina cedia a campa onde estava um ente querido, pois já podia abrir a campa. Ligamos para o Ministério Público e nada nos foi autorizado”.

Mas que gente é esta? Então a dona de uma campa autorizava que o corpo do defunto fosse enterrado em propriedade sua, no cemitério dos Cabacinhos e ninguém autorizou? E as duas vagas que existem no cemitério de Santa Catarina, estão reservadas para quem? Para os amigos ou para os inimigos?''

 

Artur Lalanda, nosso amigo, na Coluna Vertical

 

enterrerrar os mortos santa casa.png

Enterrar os mortos, painel de azulejos da Santa Casa de Abrantes, Sala do Definitório (1)    

 

 

Leia ainda no Mirante de 2010 como o Saraiva prometia resolver o assunto, que não resolveu e bazou para Tomar,

 

Quanto às desculpas do Vereador Valamatos dadas a Elza Vitório, numa reunião recente, não pegam.

 

SN

 

(1) foto retirada com a devida vénia de

Por amor de Deus: representação das obras de misericórdia, em painéis de azulejo, nos espaços das confrarias da Misericórdia, no Portugal setecentista

MRSC Carvalho - 2007 - repositorio.ul.pt
 

 que convém ler e trabalho que se aplaude



publicado por porabrantes às 20:33 | link do post | comentar

Quinta-feira, 13.11.14

A importante reflexão, transcrita do ''Mirante'', publicada no post anterior, da autoria do nosso amigo Artur Lalanda, um dos cidadãos mais intervenientes na ''res publica'', aguçou-nos a curiosidade.

Fomos ver o que diz o contrato CMA/ Abrantaqua, na sua primeira versão, porque o contrato foi prorrogado com fortes benefícios para a concessionária, segundo  a opinião dos Vereadores PSD da época, drs.Belém Coelho e Santana-Maia Leonardo.

 

abranta 1.jpg

 É um encanto verificar como os serviços municipais se dedicaram a ''proteger'' os dados ''intímos'' do Bento e dos demais outorgantes do contrato. São dados públicos não nominativos, no entendimento da Lei, e basta um salto à Internet para os obtermos.

Até me parece que esses dados constam aqui no blogue, mas  é agora assunto secundário.

abranta 2.jpg

 Aquilo que não é secundário e é relevante para este post, pró Concelho e prás finanças autárquicas (que pagamos com os nossos impostos) é  a Cláusula 4.6.3 que consigna a obrigatoriedade da concessionária repor no estado em que se encontravam os pavimentos e outras instalações afectadas pelos trabalhos que efectua.

E não o fez, segundo sustenta o sr.Lalanda.

E não o fez, segundo declarações do Vereador Valamatos.

E está aparentemente a fazê-lo a CMA, segundo declarações do Vereador Valamatos.

Ou seja a empresa do Bento tem um bento tratamento.

Porque será?

Porque o Bento foi Vereador PS das obras antes de desandar prá aqui?

A condenação moral da sua atitude já foi feita por um Procurador da República em processo penal.

Ia terminar o post, quando encontrei os dados dos 2 outorgantes que assinaram pela Abrantaqua.

Roberto Pérez Muñoz  NIF/NIPC: 260624357  Cargo: Vogal  Residência/Sede: Calle Ulisses, nº 18, Madrid, Espanha 

 Júlio de Jesus Bento  NIF/NIPC: 101824009  Cargo: Vogal  Residência/Sede: Rua S. Bento Menni, nº 2, 8º andar A  Lisboa 

 

ma

os dados constam duma certidão da CR Comercial e são portanto públicos

 

 

 

  



publicado por porabrantes às 14:26 | link do post | comentar

Sexta-feira, 19.09.14

Por despacho do vereador Valamatos, ratificado pela cacique, vão ser desenterrados e provavelmente cremados 159 abrantinos, enterrados neste Cemitério, que parece amaldiçoado desde o início.

O despacho tem problemas de legalidade que não sei se abordaremos aqui. O assunto fere necessariamente as sensibilidades das famílias e demonstra a insensibilidade da autarquia aos sentimentos dos abrantinos.

Mostra também a pouca preocupação com a legalidade, a incompetência desalmada, e dá pano para mangas. Já aqui se disse que o cemitério não tinha mais lugares e portanto o expediente para ''desenrascar'' a situação foi despejar 159 abrantinos enterrados entre  8-3-2007 e Março de 2011.

O primeiro da lista que vamos aqui publicar, é o senhor António Rosa, que foi o primeiro voluntário a ser enterrado lá, em 2007.

Como ninguém queria ser enterrado lá, porque a classe seminarista autárquica projectara um cemitério sem cruzes, a CMA ofereceu a pedra tumular, segundo declarações à Lusa, na época do agente funerário Pina da Costa

 

  

 

 

Pois bem, nos termos do edital do Valamatos, agora querem que a família do falecido, além de o ver cremado contra a sua vontade, porque o snr.Rosa exprimiu a sua vontade ser enterrado em Santa Catarina, pague a remoção da lápide.

 

MN

 



publicado por porabrantes às 16:23 | link do post | comentar

Segunda-feira, 31.03.14

Recebemos este comentário do Sr. Barrocas, que agradecemos e publicamos como é nosso timbre

 

João Paulo Barrocas    disse sobre Do  baseball ao vereador que levava gente às cavalitas    no Domingo, 30 de Março de 2014 às 21:37:

     

Vou aproveitar este espaço para fazer algumas correcções a alguns aspectos, talvez resultante da minha prosa saudosista do outro comentário, pois sempre fui adepto da verdade e transparência, acima de tudo. Devo frisar que durante toda a minha permanência nos destinos dos Lobos, nunca a Câmara Municipal agiu de modo a lesar ou a beneficiar a equipa dos Lobos de Abrantes, antes pelo contrário, as relações sempre se pautaram pela maior transparência e rigor na aplicação dos procedimentos regulamentados. Quando no meu comentário anterior me refiro as verbas atribuídas, como apoio, aos vários desportos na altura, elas estavam perfeitamente regulamentadas e os valores que eram postos á disposição, após candidatura oficial, eram valores constantes de uma tabela pública oficial, em que a Câmara sempre cumpriu com os pagamentos dos apoios que contratava e se os Lobos não receberam alguma prestação, terá sido por mera culpa dos dirigentes da altura que poderão não ter entregue os comprovativos necessários á continuação da entrega trimestral do subsídio. Devo também referir que o Baseboll/Softboll não era a única modalidade que estava sujeita a essa tabela de apoios. Todas as outras modalidades estavam sujeitas à mesma tabela de escalões de apoio. O que eu salientei no meu comentário anterior era a diferença desmedida que era aplicada ao futebol em geral. Há altura (vou falar apenas do escalão que atribuía o maior valor do subsidio) a atribuição de apoios era regulamentada por uma tabela : Uma equipa que militasse no escalão superior da modalidade, tivesse escalões de formação tinha direito ao valor máximo do apoio. O problema é que o valor neste escalão (e espero que não me esteja a enganar por falta de memória) para o futebol era de 100,000 euros, 10,000 para outros desportos, onde se incluía o basebol, basquetebol, etc e depois outros escalões com valores mais baixos para o resto dos outros desportos/actividade cultural. Isso originava que uma equipa que militasse na divisão superior do basebol e tivesse escalões de formação recebia menos apoio que, por exemplo, recebeu nesse ano a equipa de Futsal dos Patos do Rossio, que não estavam sequer na divisão nacional (nada contra a equipa dos Patos, evidentemente). Isso é que era escandaloso. O Basebol pagava tudo como outra equipa qualquer de futebol – utilização do campo, luz, transporte, equipamentos, etc , e recebia, como outras equipas de outras modalidades, dez vezes menos que o futebol. Gostava só de reafirmar que se o Basebol falhou em Abrantes, e isto até à minha saída, não terá sido devido à qualquer actuação da Câmara, antes pelo contrário, mas sim por pessoas e interesses (ou desinteresse) ligados à Federação de Basebol , á equipa dos Lobos e mesmo estranhas à equipa dos Lobos. Disso não irei falar, nem nunca ouvirão sair da minha boca qualquer outro comentário, porque acho que o tempo acabou por demonstrar quais os melhores métodos e posturas para se conseguir criar um clube de raiz e leva-lo tão rapidamente possível ao topo desportivo e financeiro e os métodos e posturas necessários à extinção desportiva e financeira de um clube em menos de um ano. A única coisa que gostaria de salientar é que à altura da minha saída, e após quase dois anos de actividade, o clube estava financeiramente saudável, com saldo positivo de tesouraria, sem dívidas nem pagamentos por efectuar e com o pagamento de todas as despesas do ano desportivo que ia entrar, garantido.

 

 

 

Caro João:

Agradecemos os seus esclarecimentos, que são uma prova de honradez e civismo.

Ficam registadas as razões que assinala para o  estrondoso fracasso do que foi o do projecto do baseball abrantino.

Para nós o grave é que esta linha política municipal é coleccionadora de fracassos e estes fracassos são caríssimos: recorde-se o AFC, a RPP, as oliveiras centenárias, o baseball, o vereador Júlio Bento (cuja gestão foi um fracasso), o Aquapólis e tanta coisa no género.

E deve dizer-se que esta gestão se caracteriza pela opacidade e em certos casos pela ilegalidade, como é o caso dos pagamentos ilegais detectados pela inspecção no caso dos bombeiros. O João acha que havia regras aparentemente claras no apoio ao futebol e acho que é demasiado optimista sobre isso, quanto recebeu o AFC em contratos de patrocínio municipal?

Que terá dito a Inspecção sobre isso?

Não vou agora às actas municipais, outro dia irei, só refiro que a CMA se recusa a facultar ao público os relatórios da Inspecção da tutela. Porque será?

Finalmente acho que gastamos demasiado dinheiro em apoio ao desporto, o gastamos mal e já agora leia isto sobre o

 

Sr..Vereador Valamata......

 

Essa tropa que é subsidiada, ao menos podia podia aprender o nome de quem subsidia

 

 

MA     

 

Por razões de tempo não tive tempo de corrigir alguns acidentes de acentuação no comentário enviado. ..São azares de quem escreve nos computadores. 



publicado por porabrantes às 15:57 | link do post | comentar

Sábado, 09.07.11

Em Abrantes (concelho) funcionam pelo menos estas lojas de artigos desportivos

 

 

Casa Alpalhão - Comércio de Artigos de Desporto, Lda

São Vicente, Abrantes, Santarém241 371 7842200-238 Abrantes

 

 

Francisco de Oliveira Gracio

Tramagal, Abrantes, Santarém241 890 0882205-645 Tramagal

Gino - Sauna - Centro de Cultura Física, Lda

São João, Abrantes, Santarém241 363 2482200-428 Abrantes

Munique - Artigos Desportivos, Lda

São João, Abrantes, Santarém241 371 1022200-421 Abrantes

Sugerimos aos fans do Vereador Valamatos uma consulta a estas reputadas casas para saber quantos artigos relacionados com o baseball venderam desde que o Sr.Valamatos começou com a sua cruzada em prol deste desporto absurdo.....
Depois digam-nos....
Marcello de Noronha, fanático da bola 


publicado por porabrantes às 09:30 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O estranho caso do falso ...

Tomar na Rede destaca o ...

Ciganos poluem água da pi...

Cheiro dos esgotos das Mo...

CMA quer liquidar estação...

A exportação de mortos ab...

As obras das Mouriscas e ...

Despejos no Cemitério de ...

Essa tropa que é subsidia...

Viva o Baseball

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds