Domingo, 31.01.21

Faleceu subitamente o amigo Zé Bioucas, filho do ex-presidente da CMA homónimo. 

Antigo aluno e companheiro do Colégio La Salle, era uma abrantino atento e crítico, empenhado na vida cívica e política do concelho, designadamente na área laranja.

Deu-nos o prazer de ser nosso atento leitor e comentador assíduo de bastantes posts aqui publicados.

Apresentamos os nossos sentimentos à sua família.

ma



publicado por porabrantes às 09:10 | link do post | comentar

Terça-feira, 18.08.20

O Zé Bioucas fez uma vez uma obra ilegal, uma vala e o Anacleto foi acusá-lo.

O Cónego demoliu ilegalmente o Jardim do Solano e o Anacleto, pacífico, continou a dirigir o coro nas missas do burlão.

Ou seja a beataria só acusa laicos !!!!

missa anacleto

 

Requerimento n.' 2429/111 (1.')

Ex.mo Sr. Presidente da Assembleia da República:

Ao abrigo das disposições regimentais e constitucionais aplicáveis, requeiro ao Ex.mo Sr. Director-Geral da JAE que me seja informado, face à actuação da Câmara Municipal de Abrantes na abertura de uma vala junto ao posto da Brigada de Trânsito em Barreiras do Tejo, freguesia de São Vicente, da cidade de Abrantes, que deu causa a um processo crime julgado em 30 de Abril de 1984, vala essa que impede o acesso de veículos à balança de pesagem da mesma Brigada, e, por consequência, me seja informado:

1) Foi pedida pela Câmara Municipal a competente autorização? Nesse caso, requeiro me sejam fornecidas fotocópias da correspondência havida;

2) Se não foi pedida e, por consequência, não concedida tal autorização, quais os mecanismos legais desencadeados por essa Junta na sequência de tal procedimento;

3) Finalmente, requeiro me seja informado se qualquer Câmara Municipal tem poderes para abrir valas na via pública sem autorização prévia.

Palácio de São Bento, 17 He Maio de 1984.— O Deputado do PSD, Anacleto B

 

1"0 Sr. Presidente da Assembleia da República:

Ao abrigo das disposições regimentais e constitucionais aplicáveis, requeiro ao Ex.mo Sr. Comandante--Geral da Guarda Nacional Republica que me informe, quanto à abertura de uma vala junto ao posto da Brigada de Trânsito, sito em Barreiras do Tejo, da freguesia de São João Baptista, na cidade de Abrantes, vala essa que impede o acesso de camiões à balança existente naquele posto, e, designadamente:

1) Para além do processo crime, cujo julgamento ocorreu no dia 30 de Abril próximo passado, que outras medidas foram tomadas, designadamente para repor a situação no seu estado normal;

2) Se a Câmara Municipal carece ou não de autorização desse Comando para poder proceder a obras que impeçam acessos a balanças de pesagem, como no caso;

3) Se porventura esse Comando tem ou não conhecimento de que a atitude da Câmara resultou do facto de elementos da GNR em serviço naquele posto terem autuado — ou tentaram autuar— um veículo pertença da Câmara Municipal de Abrantes.

Palácio de São Bento, 17 de Maio de 1984.— O Deputado do PSD

 

MINISTÉRIO DO EQUIPAMENTO SOCIAL

gabinete do ministro

Ex.m" Sr. Chefe do Gabinete de S. Ex.° o Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares:

Assunto: Resposta a um requerimento do deputado do PSD Anacleto Baptista acerca da actuação da Câmara Municipal de Abrantes relativamente à abertura de uma vala junto ao Posto da Brigada de Trânsito em Barreiras do Tejo.

Em referência ao ofício acima mencionado, cumpre-me informar V. Ex.a do seguinte:

1) Ainda não foi pedida pela Câmara Municipal de Abrantes a autorização para assentamento da conduta elevatória de esgotos do Rossio ao sul do Tejo para a estação de tratamento de Barreiras do Tejo;

2) A |AE, através da Direcção de Estradas de Santarém, desencadeou os mecanismos normais de actuação em casos semelhantes, oficiando em 3 de Maio de 1984 ao Sr. Presidente da Câmara Municipal, como resultado da informação recebida dos seus Serviços de Fiscalização;

3) As câmaras municipais não têm poderes para abrir valas na via pública sem autorização prévia da entidade que nela tiver jurisdição, a não ser que a via pública seja camarária;

4) A realizada pela Câmara Municipal, segundo sua posterior informação, confirmada pela |AE, consistiu em «proceder à substituição de conduta de água existente por nova conduta de água, a fim de evitar futuros trabalhos que possam danificar o novo pavimento» a ser em breve executado por empreitada em curso, fiscalizada pela Junta.

Com os melhores cumprimentos.

Gabinete do Ministro do Equipamento Social, 10 de Agosto de 1984. — O Chefe do Gabinete. Emílio Ricon Peres.

 

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA

gabinete do ministro

Ex.™ Sr. Chefe do Gabinete de S. Ex. o Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares:

Assunto: Resposta a um requerimento do deputado do PSD Anacleto Baptista pedindo informações relativamente à abertura de uma vala junto do Posto da Brigada de Trânsito em Barreiras do Tejo.

Em resposta ao requerimento em epígrafe, cumpre--me comunicar a V. Ex. o seguinte, de acordo com a informação prestada pela Guarda Nacional Republicana:

1) Em 27 de Abril de 1984, pelas 17 horas e

45 minutos, a Câmara Municipal de Abrantes, por ordem directa do seu presidente, determinou a abertura de uma vala, alegando a necessidade de substituir uma conduta de água, o que não estava, até àquele momento, planeado;

2) Momentos antes uma viatura da mesma autarquia havia sido fiscalizada e pesada na báscula do posto fixo e autuada por excesso de peso;

3) Ao ter conhecimento da abertura da vala, uma força desta Guarda deslocou-se ao local, verificando que uma máquina retroescavadora procedia aos trabalhos.

Ordenado ao seu motorista que retirasse a máquina, este não obedeceu, com a alegação que estava a cumprir ordens do presidente da Câmara;

4) Em 30 de Abril de 1984 o condutor da máquina foi presente em tribunal (julgamento em processo sumário), onde, estando presentes o presidente da Câmara, alguns vereadores, industriais de camionagem e advogados, foi condenado em pena de prisão e multa;

5) Muito embora a Câmara Municipal devesse informar a Guarda das alterações, por motivo de obras, que se iriam verificar, o certo é que a sua obrigação, neste caso concreto, era fazer essa comunicação à Direcção de Estradas do Distrito de Santarém e assegurar a passagem para o posto fixo;

6) A Câmara foi informada que deveria repor rapidamente o acesso ao posto fixo, permitindo a utilização da báscula por agentes de fiscalização, o que foi feito, encontrando--se actualmente a situação normalizada.

Com os melhores cumprimentos.

Gabinete do Ministro da Administração Interna, 25 de Julho de 1984. — O Chefe do Gabinete, Duarte Manuel da Silva Braz.

 

ma

 

 

 


publicado por porabrantes às 09:41 | link do post | comentar

Domingo, 13.01.19

nelson mira ponte

Em declarações ao Médio Tejo, o Sr.Carvalho (M.Alegre dixit) veio desmarcar-se da cacique, acerca da localização duma nova travessia no Tejo, na região abrantina, tema que se discute há mais de 30 anos.

Cita o Carvalho, o Mira Amaral, e nesta notícia do ''Público'', o ex-Ministro culpa-o a ele, dizendo que devia ter sido a CMA a fazer o projecto da ponte e que por não o ter feito, não houve travessia.

Coisa que o Carvalho se esqueceu de explicar.

Diz a notícia que o projecto teria custado 200 mil contos ( 1 milhão de euros em números arredondados) e que a autarquia não tinha money.

Mas houve 1 milhão de euros da CMA para o Casal Curtido, onde o Carvalho foi episodicamente dos pequenos e médios projectos e houve 800. 000 euros para o arquitecto Carrilho da Graça para a torre fantasma de São Domingos, duas decisões do homem de confiança do excelso Alexandre Alves, aquele que quis comprar o BES, acenando com um banco inexistente.

Também houve, ainda no tempo do Zé Bioucas, afirmações dele (enquanto recandidato PS com o António Mor à ilharga) que a Ponte já estava aprovada em Bruxelas.

Falsidades desmascaradas pelo Mário Semedo, no Jornal de Abrantes, e que fizeram os caciques da época ameaçá-lo com um processo, por escrever a verdade.

Na primeira página do pasquim do Cónego, lá veio essa atoarda da aprovação na UE.

Está resolvida a localização da ponte, porque segundo o Carvalho, já há estudos de impacte aprovados?

Permitimo-nos duvidar....

Há outros estudos de impacte aprovados para uma travessia a localizar entre Constância e o Tramagal

ponte 1

 

ponte 2

De forma que o folhetim da ponte ameaça continuar.

mn

    

 



publicado por porabrantes às 17:53 | link do post | comentar

Domingo, 22.07.18

Presente o sr. Silvério Dias Frade

 

''

O munícipe referiu ainda que, bastante contrariado, vendeu à Câmara Municipal, durante o mandato de José dos Santos de Jesus, uma parcela de terreno, para que fosse rectificada uma curva na Estrada Nacional, tendo a escritura sido efectuada durante o mandato de Humberto Pires Lopes, desconhecendo se o terreno actualmente já está registado em nome da Câmara.

 

Dado que as obras não foram efectuadas, a referida parcela de terreno e o seu próprio terreno estão a ser utilizados para depósitos de lixos e de terras provenientes das obras da ETAR, verificando-se movimento de terras com bastante altura, o que pode originar algum acidente grave, dado que as crianças vão para lá brincar com frequência, pelo que quer reclamar desta situação, dado que segundo consta que o depósito está a ser feito com a autorização da Câmara Municipal e do Presidente da Junta de Freguesia.

O Presidente da Câmara referiu que deve queixar-se à empresa adjudicatária da obra “Construtora do Lena”, devendo enviar cópia da carta para conhecimento da Câmara Municipal.

Quanto à parcela de terreno os Serviços de Contencioso e Notariado irão verificar se o terreno já está registado em nome do Município.''

 

acta de 3-6-2002

 

Perguntamos ao Carvalho: isto é uma merda de resposta que se dê?

 ma



publicado por porabrantes às 15:39 | link do post | comentar

Terça-feira, 10.07.18

"Queixa da Câmara Municipal de Abrantes contra os órgãos de Comunicação Social estatizados"

Contém queixa da Câmara Municipal de Abrantes (CMA) sobre comunicação da inauguração do Hospital distrital de Abrantes, e pedido de informações por parte do Conselho de Comunicação Social (CCS), em função da queixa apresentada pela CMA, aos órgãos de comunicação social a ele subordinados. Inclui correspondência entre os órgãos e o CCS.


publicado por porabrantes às 11:30 | link do post | comentar

Domingo, 26.11.17

Foi algures nos anos 80, numa Assembleia Municipal. Celebrava-se numa fria sala de S.Domingos, outrora Igreja onde os frades oravam, D.Guiomar, Infanta de Portugal, fora sepultada e que a tropa profanara.

Fazia um frio dos diabos.

Era Presidente o Zé Bioucas e Vereadores da Oposição o eng. Herlânder Leitão e pelo CDS um tal Branco.

Francisco Correia Semedo era chefe de fila da APU e simultaneamente consultor jurídico do Município.

O povo só podia intervir no final da sessão e naturalmente o povo ficava a ver telenovela ou ia para a cama, porque tinha de trabalhar.

E também porque a qualidade da discussão era fraca e as sessões eram uma chatice.

O chefe da direita era um Anacleto.

Mas nesse dia um punhado de populares foi à sessão e resolveu falar.

O dr. Semedo deixava-se dormir a partir das 10 e meia até ao final da sessão.

Era o sono dos justos.

Terminaram de falar os caciques e todos queriam ir para casa,quando os populares começaram a protestar sobre uma pocilga que havia em Alferrarede e cujo aroma inquinava as casas vizinhas.

Face a isto, o Zé Bioucas berrou: ''Ò Semedo o que é que se passa com os porcos''?

Estremunhado acordou o Advogado e disse : ''Quais porcos?''

Depois, lá deu umas explicações atabalhoadas sobre o processo de licenciamento da pocilga, que estava no contencioso camarário....

Serve isto para dizer que o povo tem o direito a ser ouvido nas A.Municipais, antes que os políticos.

Porque é o povo que lhes paga.

E porque se o povo não está presente (como parecem querer), dia santo na loja.

ma 

  



publicado por porabrantes às 12:05 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.11.17

Morreu aos 87 anos,o Sr. Eng.José dos Santos de Jesus, ou seja o Zé Bioucas, toureiro frustrado (por causa da sua Mãe não seguiu a carreira de matador, como o seu amigo, o diestro Manuel dos Santos) industrial de reboques (com os irmãos um bocadinho mais abaixo da EICA), professor prestigiado na Escola Industrial e Comercial de Abrantes,colaborador na fundação do PPD de Abrantes, membro da 1ª Comissão Administrativa da CMA, 1º Presidente da CMA eleito em eleições livres após a Abrilada, posteriormente Presidente do CRIA e ligado ao longo da vida a inúmeras associações abrantinas e à vida cívica da cidade.

 

 

bioucas manif.png

 

Geriu uma edilidade em tempos tormentosos, esteve muito tempo no poder até ser derrotado pela Direita Unida, comandada por Humberto Lopes (uma AD sem esse nome), retirou-se da política, mas nunca deixou de intervir, mesmo que fosse para fustigar os caciques como Nelson Carvalho e Maria do Céu Albuquerque

Mais que palavreado, é melhor ouvirem-no. O vídeo foi produzido pelo António Colaço, no blogue Ânimo, e reproduz-se com a devida vénia.

 

Era sobretudo um homem com um excelente sentido de humor, coisa de agradecer num tempo de cinzentões. Teve naturalmente acertos e erros, que não são, agora, para aqui chamados.

 

Uma vez o António Bandos disse-me que o Zé Bioucas era  essencialmente uma pessoa que gostava de Abrantes e agia como tal. Nunca aceitou envergar nenhuma camisola partidária, coisa que só o honrou. Pertencia a uma velha família abrantina, com raízes no mundo industrial, ligada ao ramo automóvel (estou a ver os anúncios aos gasogénios Bioucas num velho Jornal de Abrantes).

 

Está na Capela de Sant'Ana ao lado da sua casa.

 

As nossa condolências aos seus familiares 

 

a redacção

 

foto: Bioucas com manifestantes tramagalenses da MDF. Fragmento duma foto divulgada no Grupo Tramagal. Anos 80    

 

 

publicado por porabrantes às 17:06 | link do post | comentar

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 13:56 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.08.17

 

pego 3.png

pego 5.png

Isto precisa duma aclaração. A rejeição da Central pela Assembleia do Rossio, foi proposta pelo dr. António José Serafim da Costa (AD). Assim que ele leu a moção, logo o sr. Amante (que era da APU) disse: se é contra a poluição está já aprovada.

Foi aprovada por unanimidade.

Inquirido em Assembleia Municipal, quando a CMA ainda não tinha se tinha pronunciado, o Zé Bioucas disse: ''Não queria falar nisso...'' - mas lá falou.

Revelou que os edis abrantinos tinham ido a França, a convite da EDP, visitar centrais termoeléctricas.

''Vi uma ao lado da praia e as pessoas estavam todas contentes a tomar banho. Aquilo não polui coisa nenhuma''.

Depois os políticos aprovaram por unanimidade na Assembleia Municipal a vinda da Central.

Numa sessão convocada pelo PPD, no Convento de S.Domingos, o eng. Carlos Pimenta  quase foi o maior crítico da Central.

Um engenheiro da EDP berrou que não havia nenhum protesto. Lá teve de passar por mal-informado e recebeu a moção rossiense, enquanto corava e o eng. Pimenta se ria.

Mas o eng.Pimenta tinha-se rido mais, quando recebeu uma delegação de forças vivas a protestar e o Presidente da Abrantejo,  um brigadeiro lhe disse :'' Não queremos lá em Abrantes, uma central dessas.'

Então o que é quer?

-Queremos uma  coisa moderna : Uma central nuclear.''

ma 

 

anos depois dizia o Zé Bioucas o contrário



publicado por porabrantes às 10:49 | link do post | comentar

Terça-feira, 16.05.17

 

beirão.jpg

Na A.M. de 25 de Abril o representante do PS disse isto: (...) Que iniciaram no nosso Concelho, uma das grandes vitórias da “revolução de Abril” que constitui um dos pilares estruturantes da democracia, que é o Poder Local Democrático. Referimo-nos aos homens que em 17 de Julho de 1974 formaram a Comissão Administrativa da Câmara Municipal de Abrantes:
 Presidente – Francisco Lopes Correia Semedo – MDP/CDE;
 Vice-Presidente – José Joaquim Brito Ribeiro Vasco – MDP/CDE;
 Vogal – José dos Santos de Jesus (Bioucas) – PS;
 Vogal – João Camarinhas dos Reis – PS;
 Vogal – Afonso da Silva Campante – PCP;(.....)

 

Acontece que durante toda sua vida o eng.Bioucas foi independente e fez gala disso.

Veja-se esta entrevista ao Mirante:

bioucas.png

Onde confessa claramente a sua admiração por Sá Carneiro e diz que acha que mataram o fundador do PPD

9534309_ZkAzF.jpg

De forma que era de agradecer ........que não filiassem o Zé Bioucas a título póstumo numa agremiação a que se recusou a pertencer em vida.

Só espero que não venham ainda dizer que o falecido Zé Bioucas gostava muito do mamarracho do Carrilho da Graça.

ma

ps- acho que vou contar a recusa do dr.Orlando em fundar o PS de Abrantes...feita a .... 

foto A.Municipal

.



publicado por porabrantes às 15:18 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.06.16

hospital.png

Só por colocarem o Hospital com este enquadramento urbanístico, construindo uma muralha de betão que tapa a vista da colina da vila medieval e do Castelo, a edilidade onde mandava o Bioucas e o Mor, demonstrou para a eternidade que tinha da paisagem uma concepção digna da Reboleira de Baixo.

Ou da Buraca, ou da Quarteira.

Só por isso os dois merecem ser remedalhados pela enésima vez.

Quem teve esta lata, merece medalhas de lata.

Que pena não haver uma tela da Mary Lucy a retratar a  reboleirização da cidade de Abrantes....

ma   

 

ps- já não me lembro do nome do tipo que andou a comprar, através do compadre, uns terrenos no Vale da Fontinha. Receberá medalha o compadre? Se não recebe, grossa injustiça....  



publicado por porabrantes às 11:22 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

RIP José Bioucas

A beataria só acusa laico...

O folhetim da ponte do Tr...

Queixe-se à construtora d...

Os queixinhas

Os porcos na Assembleia M...

Dois anos depois

A central nuclear abranti...

Respeitar a memória do Zé...

Reboleirizando Abrantes

arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

celeste simão

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds