Domingo, 26.07.20

solano 1880 diario ilustrado.png

A meias com polícias, bombeiros, amanuenses, o estudante Solano ganha em 24 de Junho de 1881 aquela que deve ser a sua primeira condecoração. 

A medalha era recompensa pelos serviços prestados, pelos referidos na lista, no combate a um incêndio, em Coimbra, em 20 de Maio de 1881.  

Como consequência deste fogo, começam a formar-se na Lusa Atenas, os ''Bombeiros Voluntários Académicos'', a que segundo o ''Bombeiro Portuguêz'' de  1 de Junho de 1881,andou associado outro estudante abrantino e depois médico famoso, Zeferino Falcão.

ma

recorte do Diário Ilustrado de 24 de Junho de 1881 



publicado por porabrantes às 09:26 | link do post | comentar

Terça-feira, 12.03.19

zeferino - copia

zef

zef 2

in Heraldo de Madrid  1 de Março de 1922

As apresentações são quase desnecessárias, o médico abrantino era o grande especialista luso em dermatologia e o pioneiro do combate moderno à lepra. Também foi deputado na Monarquia, Presidente do Senado com Sidónio e P. da Câmara de Lisboa.

Bombarda era considerado na época um grande psiquiatra, foi dirigente republicano e morto por um maluco na véspera do 5 de Outubro. Também definiu o jesuitismo como uma doença mental, em certa tese.

A maior gaffe que vi numa tese de doutoramento foi feita por um académico andaluz, que ganhou um prémio de investigação científica (melhor tese dum destes anos) sobre a abordagem psiquiátrica  feita pelo dr. Bombarda à homossexualidade.

A tese é boa....mas diz que Bombarda foi feito Duque de Saldanha, coisa capaz de  pôr os cabelos em pé ao carbonário.

A confusão deve vir de que o actual Hospital Miguel Bombarda foi fundado pelo Duque de Saldanha, e quando Aparício dos Santos matou a tiro o psiquiatra, as balas não pouparam o retrato do duque que estava no escritório de Bombarda.

Sobre a carreira médica de Zeferino Cândido Falcão Pacheco ver aqui.

mn

 



publicado por porabrantes às 08:42 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.07.18

zeferino brasil portugal

Brasil-Portugal 1900

 

Termina o jornal pedindo que a lepra da política não deite olho ao médico abrantino, ia tarde já vimos que o filho do político e médico  Zeferino Benevenuto de Serpa   Pacheco e de D. Maria Cândida Costa de Oliveira Falcão Pacheco.......

 

zeferino pacheco

(o melhor cronista do liberalismo abrantino)

 

acabaria a carreira política ao lado de outro médico, aliados em 1895 contra Hintze, unidos no apoio a Sidónio, o Falcão, Presidente do Senado, o Guedes, Governador Civil de Santarém.

 

Os dois começaram à esquerda e terminaram na extrema-direita e os dois foram médicos ilustres.

 

E acho que no fim da vida os dois achavam que a política era uma lepra.

 

mn



publicado por porabrantes às 20:06 | link do post | comentar

Segunda-feira, 05.12.16

No mesmo Diário Ilustrado um médico abrantino, o dr .Zeferino Falcão, dono da Quinta de Santa Bárbara, anunciava consultas grátis para os pobres.

Vai isto dedicado ao neto dele, dr. José Risques

zeferino 2.png

Era 1886 e Zeferino era um dos mais reputados médicos do seu tempo.E o melhor especialista em doenças de pele na época. Foi ele que revolucionou o tratamento da lepra..

zeferino - copia.png

 

ma



publicado por porabrantes às 21:56 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.12.15

zeferino e os.png

ver o colega Marçal (era da Sertã) e os outros Presidentes da Câmara de Deputados e do Senado da 1 República

 

ZEFERINO CÂNDIDO FALCÃO PACHECO

Presidente da Comissão Administrativa da Câmara Municipal de Lisboa, de 15 de março a 27 de junho de 1918

Nasceu, em Abrantes, a 8 de setembro de 1856 e morreu, em Constância, a 16 de agosto de 1924. Médico dermatologista. Licenciado em Medicina pela Universidade de Coimbra. Fez estágio em Paris e Viena. Diretor do Serviço de Doenças de Pele e Sífilis Cutânea da Consulta Externa do Hospital de S. José. Assistente e Diretor do Serviço de Radioscopia, Radiologia e Aplicações Elétricas. Presidente da Sociedade de Ciências Médicas de Lisboa. Secretário-Geral do I Congresso Nacional de Medicina, realizado em Lisboa em 1898. Participou na organização do XV Congresso Internacional de Medicina, de 1906. Deputado e senador. Sócio da Academia das Ciências de Lisboa

Página da CMLisboa 

 

Cortesia da Assembleia da República a foto

 

mn



publicado por porabrantes às 21:31 | link do post | comentar

Segunda-feira, 09.11.15

zeferino falcão resistência coimbra.png

Resistência, Coimbra, 4 de Outubro de 1900

 

Acho que sei onde estão algumas das esculturas, mas o Vereador PCP de Constância não sabe, culpa dele, que se lixe

 

Refere-se a local ao Museu de Antiguidades do Instituto.

mn



publicado por porabrantes às 17:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 23.10.15

 

 

 

Acham que se abre o  blogue comentando o discurso do De Gaulle de Boliqueime, ameaçando a República e o Mundo, que se o medíocre Costa se senta na cadeira que foi de Salazar, vem aí o caos?

Não, abre-se o blogue publicando o discurso da tomada de posse de Zeferino Falcão como Presidente do Senado da República, onde um ditador carismático, o lendário Sidónio mandava.

zeferino discurso.jpg

 As soluções autoritárias dão mau resultado. Zeferino Falcão era dirigente do PNR, Partido Nacional Republicano, a formação sidonista e sidonista também era, enquanto Governador Civil de Santarém, Ramiro Guedes.

Tinham apoiado as espadas contra a demagogia de Afonso Costa e a montagem dum regime baseado na fraude eleitoral organizada e na intimidação da Oposição pelas milícias da canalha (a Formiga Branca) e do silenciamento da Imprensa, às vezes com assaltos aos jornais.

Face a isso o país viu em Sidónio a esperança, perdeu a fé no Parlamento, tido por fonte de todas as desgraças, e apoiou um regime presidencialista.

Zeferino Falcão era um homem que queria uma solução presidencialista.

É como tal que toma posse como Presidente do Senado e como devoto a Sidónio.

Já estou chateado da política. O Zeferino Falcão como político não iria longe. O sidonismo terminou a tiro. Veio a guerra civil. Para a seguir vou  ler as memórias do capitão Andrade, que foi líder carismático do Grémio da Lavoura e que nessa altura saiu da Covilhã, com a ''coluna negra'', disposto a vingar Sidónio....

Saíram em fascículos no ''Correio de Abrantes'' e mais organizadas noutro sítio.

O Zeferino Falcão voltaria à política mas a medicina e a vida davam-lhe outros deveres e outros prazeres. Por exemplo ir ao casamento do filho.

jorge falcão.png

Ilustração Portuguesa, 1920

Jorge Falcão, afamado médico, foi dono do Solar de Santa Bárbara, mas por motivos que ele saberia (e eu sei) divorciou-se e voltou a casar.

Sabem o que fez, Sua Excelência Reverendíssima, o Bispo de Portalegre ao dr. Jorge?????

A capela da Quinta de Santa Bárbara foi interdita ao culto, porque um homem se apaixonara.

O fanatismo católico é assim.

Nos anos 60, o dr. Jorge vendeu o Solar a uns corticeiros do Rossio. A biblioteca dos Jesuítas quase intacta, os livros de Zeferino Serpa Pimentel, a melhor livraria da região a caminho dos alfarrabistas.

Não sei se o fascista Agostinho de Moura

 

agostinho de moura.jpeg

 

 

levantou a interdição aos corticeiros......

ma  

zeferino discurso.jpg

 

 



publicado por porabrantes às 10:08 | link do post | comentar

Quinta-feira, 22.10.15

zeferino falcão 2.png

 

 

 

O Doutor Candeias Silva afirmou, salvo erro, no Jornal de Alferrarede, distinta publicação académica onde colabora,que não era um especialista no período da República. Nota-se.....

José Maria Eça de Queiroz definiu-se a si próprio como ''especialista em ideias gerais''.

No extracto citado o sábio  e  esforçado Candeias fez a biografia  de Zeferino Falcão durante a República. E esqueceu-se que o clínico foi Presidente da Câmara Alta do Parlamento.O mais alto cargo que um abrantino ostentou durante a República.

E, diz-me um descendente de Z.Falcão, que o insigne leprólogo, que o médico abrantino e dono da quinta que Pombal expropriou aos jesuítas, em Punhete, foi o primeiro abrantino, acho eu, a presidir a uma Câmara parlamentar durante a República, se República se pode chamar à ditadura de Sidónio.

Não esqueceu o abrantino a Assembleia da República ,que em boa hora editou esta obra, que acabei de acrescentar à minha biblioteca e que oferecerei ao Dr. José Risques Correia da Silva, ainda dono de metade de Santa Bárbara, descendente de Zeferino Falcão.

zeferino falcão 4.png

É melhor ser homenageado pelas Cortes de Portugal, que ser esquecido por Candeias Silva num artigo da Zahara.

zeferino falcão 5.png

Os papéis de Zeferino Falcão e do seu pai Zeferino da Serpa Pacheco, em parte publicados por Eduardo Campos, grande estudioso de coisas abrantinas, na Nova

Eduardo Campos.png

Aliança, estão na posse da família e não serão naturalmente disponibilizados a amadores.

O diário de Zeferino  Serpa Pacheco é imprescindível para fazer a História de Abrantes no século XIX, em especial sobre as guerras liberais.

Para que a citação fique completa foi o Doutor Miguel Santos, da Universidade de Coimbra, que biografou Z.Falcão para a obra citada.

Santos, Miguel D. 2012. Zeferino Cândido Falcão Pacheco. In Os Presidentes do Parlamento Português - I República (1910-1926), ed. Assembleia da República, 499 - 508. ISBN: 978-972-556-562-9. Lisboa: Assembleia da República - Divisão de Edições.
   

  

  mn

o coronel António Maria Baptista foi 1º Ministro, comandou S.Domingos, teve larga ligação à cidade mas era do cu-de-judas



publicado por porabrantes às 10:49 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21.10.15

Na Zahara de Novembro de 2010 o doutor Candeias Silva resolveu biografar os grandes republicanos abrantinos .

 E despachou assim o dono da Quinta de Santa Bárbara e prestigiado médico dr. Zeferino Falcão.

Antes de ''despachar'' a biografia  de alguém convém falar com a família (há vários descendentes) e ser exacto.

zeferino falcão.jpg

Pede-me um descendente de Zeferino Falcão que diga que ele serviu SMF el-Rei de Portugal e o seu país, eleito deputado, em eleições livres

zeferino falcão 2.png

mais livres que qualquer das celebradas entre 1911 e 1926.

E já agora que além de sobrinhos, Zeferino Falcão teve filhos legítimos e netos que têm o prazer de ler este blogue.

 

Para os amigos da paródia coimbrã aqui fica a morada do estudante Falcão na Lusa Atenas

zeferino falcão 3.png

 

mn

 

 

 



publicado por porabrantes às 19:15 | link do post | comentar

Domingo, 04.08.13

O Miguel Esteves Cardoso escreveu a 1 de Agosto, no ''Público'', um artigo duro e impiedoso sobre a forma como está a ser retalhado o país, através da privatização dos serviços públicos, incluindo os CTT.

 

 

Isto dá-nos ocasião para falar dos Correios de Abrantes.

 

 

Do edifício, não do serviço, que é medíocre como é notório e a que há um ano ou mais o nosso amigo Cidadão ABT dedicou uma das suas grandes crónicas.

 

 

Este edifício do  arquitecto Adelino Nunes (com posterior intervenção do eng. Espregueira Mendes, diz o Eduardo Campos na'' Cronologia de Abrantes no Século XX'' ) foi inaugurado em 1943. Diz o Autor ainda, que em 1939, a Câmara cedera  à Inspecção Geral dos Correios, Telégrafos e Telefones o prédio que comprara neste Largo para fazer uma Estação de Correios. Era um casarão armoriado que foi demolido, de que o Eduardo Campos  publicou foto numa obra sua e que chamou o ''Solar dos Castros''. Cá para mim a designação parece-me errada porque nos finais do século XIX a Casa era da família Serpa Pacheco/Falcão que a vendeu para aumentar a Quinta de Santa Bárbara em Constância de que era dona.

 

 

 34. Zeferino Falcão

 

Um dos mais ilustres donos da Quinta de Santa Bárbara, o dr. Zeferino Falcão, abrantino ou de família abrantina e pioneiro da luta contra a lepra e ainda episodicamente político sidonista

 

Elogio Histórico do Dr.Zeferino Falcão

Só quero perguntar o seguinte, com a privatização anunciada o terreno, cedido pela CMA em 1939, vai parar a uma empresa privada????

 

 

Ou haverá alguma cláusula de salvaguarda a favor do município na escritura de 1939 ?????



Coisa que provaria que o Presidente de então, que era Henrique Augusto Silva Martins, era muito mais previdente que Nelson Carvalho no caso RPP? 

 

 

Está na altura dos responsáveis pelo património municipal desencantarem a escritura de 1939.

 

 

 

Ou dará muito trabalho?

 

 

 

MN

 

Créditos : Fotos da Estação do estúdio Mário Novais. Aqui a Fundação Gulbenkian data-as de 1939, mas têm de ser de 1943, data da inauguração



publicado por porabrantes às 19:24 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A primeira condecoração d...

Afonso XIII recebe Zeferi...

Da esquerda à direita aut...

Dr.Zeferino Falcão

O dr. Zeferino Falcão Pac...

Zeferino Falcão visita o ...

O Discurso do Presidente ...

Zeferino Falcão, Presiden...

Melhoramentos de biografi...

Os Correios

arquivos

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds