Quarta-feira, 9 de Agosto de 2017

jorge m.neves.jpg

Faleceu ontem em Lisboa, com 89 anos, o grande abrantino Dr.Jorge Manuel Moura Neves Fernandes, casado com a Senhora D. Maria Fernanda Fernandes, e irmão do Sr. Dr. Luís Moura Neves Fernandes.

O falecido era filho do Dr.Manuel Fernandes e da Senhora D.Maria Vírgínia Moura Neves, pertencendo às grandes famílias cujos serviços à Comunidade, marcaram um período histórico em que Abrantes era uma cidade marcante no Ribatejo e mesmo a nível nacional.

Advogado de profissão, jurista de reconhecido mérito, exerceu a sua carreira profissional em Lisboa, onde era muito conhecido na sua vida social e desempenhou diversos cargos de intervenção cívica designadamente nos corpos sociais do Grémio Nacional da Imprensa Não Diária e da Associação patronal da Imprensa (por exemplo ao lado de Francisco Pinto Balsemão) e era actualmente Vice-Presidente da Fundação Portuguesa da Cardiologia.

Na nossa cidade foi, ao longo de muitas décadas, Director do Jornal de Abrantes e

seu proprietário, colocando esta folha ao serviço da Comunidade e numa posição crítica face à desastrada gestão socialista, que conduziu Abrantes ao marasmo e ao declínio.

Reuniu parte dos artigos escritos nesse semanário, sob o pseudónimo Manuel Viterbo, no livro ''Tribuna da Semana'', em edição fora do mercado, que ofereceu aos seus amigos.

tribuna da semana.jpg

A sua verve e o seu talento literário combinam-se aí para recordar episódios saborosos da vida abrantina e para desancar incapazes relapsos e contumazes em actuações ímpias e indefensáveis.

Foi ainda Jorge Fernandes, um cidadão interveniente na cidade estando ligado à administração da Casa de Saúde, da Assembleia de Abrantes, do Hotel Turismo, do Colégio La Salle, do Teatro S.Pedro e duma vasta casa agrícola, vítima das ocupações selvagens do gonçalvismo.

Na política, foi dirigente local do CDS e deputado à Assembleia da República, eleito pela Aliança Democrática.

Como homem de cultura, foi um profundo conhecedor da pintura naturalista portuguesa e um coleccionador esclarecido  e apaixonado.

O enterro deste nosso amigo

jorge.jpg

celebra-se hoje para jazigo familiar em Abrantes.

Recordar o percurso do Dr.Jorge Fernandes é lembrar um espírito insubmisso, pouco adepto do politicamente correcto, capaz de meter no seu lugar grande parte dos borra-botas que fizeram da vida pública forma de enriquecer-se, em vez de servir, e ainda evocar um homem que foi toda a vida um Senhor.

As nossas condolências à família.

a redacção

ps- em sua homenagem recordaremos alguns trechos duma prosa implacável....mesmo com aqueles que cantavam o conto do Vigário        



publicado por porabrantes às 16:19 | link do post | comentar

1 comentário:
De Anónimo a 10 de Agosto de 2017 às 19:19
É com grande pesar que acabo de ler a notícia do falecimento do Dr Jorge Fernandes com quem trabalhei ao longo de vários anos no Jornal de Abrantes.
Seguindo as pisadas do meu avô Carlos Silvares de Carvalho e a convite do sr Engenheiro José Carreiras que também aí integrou a redacção, pude contactar semanalmente com o Dr Jorge Fernandes pessoa com quem muito aprendi.
Sempre encontrei no Dr Jorge um defensor acérrimo do património de Abrantes e da região em particular.
Semanalmente acertávamos a paginação do jornal, tendo o Dr Jorge revelado amiúde um cuidado extremo nos títulos e entradas jornalísticas e no seu conteúdo. Tinha o Jornal de Abrantes prestígio e regras de conduta editorial que procurava seguir e respeitar quase religiosamente.
Do Dr Jorge Fernandes guardo a marca da simpatia, do professorado, de um Senhor de Abrantes do seu tempo, mas cuja memória o tempo não apagará.
O Jornal de Abrantes perdurou durante muito tempo com a sua linha conservadora e ficou para a história tal qual. A mesma água não passa duas vezes debaixo da mesma ponte, diz o dito.
Para além do se vasto curriculo o Dr Jorge integrou também uma Irmandade na Sé Catedral. Chegou a convidar-me para secretário da assembleia geral da Fundação Portuguesa de Cardiologia na qual punha tanto empenho.
Seria uma injustiça não referir o seu apoio permanente à redacção do Jornal em matérias altamente sensíveis como a poluição decorrente da Central do Pego ou mesmo da CAIMA.

O Jornal de Abrantes nunca se vergou ao poder autárquico ou outro que fosse.

Com o Dr Jorge Fernandes nunca tivemos na redacção presidentes de Câmara ou assessores a telefonar-nos.

Fiquei triste com o falecimento do Dr Jorge.

Paz à sua alma.


Comentar post

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A notícia que a Antena do...

Carta ao Poeta João de De...

Mobília estilo Junot

Os abutres da Igreja Chil...

Sua Excelência Reverendís...

Precisamos de Justiça e n...

Lá para 2021

A limpeza dos terrenos fl...

Piteira Santos fala do Ge...

O Rossio da Feira Velha

arquivos

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

petição

pico

pina da costa

política

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

links
Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10


20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds