Domingo, 22 de Novembro de 2020

 Por que é que não creio que o Senhor Cardeal tenha afirmado o que ali se diz? Evidentemente, porque seria uma idiotice singular.

Padre Nuno Serras Pereira

 

António Marto e Papa Francisco 07-09-2015.png

 

‘A proibição’ de poder receber a Sagrada Comunhão na boca, imposta, à margem da lei da Igreja, por parte da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) para além de ser uma injustiça flagrante tem um odor maçónico, senão mesmo enxofrado.

A que propósito vem a obrigatoriedade exclusiva de receber Nosso Senhor Sacramentado somente nas mãos? Razões sanitárias, secundadas pela Associação Portuguesa dos Médicos Católicos, e por outros leigos subservientes, prontos a ver uma manifestação do Espírito Santo cada vez que um Bispo ou uma Eminência tosse ou espirra? Onde estão as evidências aceites pela comunidade científica? Onde estão as provas de que os métodos usados ao longo dos séculos para a Sagrada Comunhão aos pestilentos, na boca, não são seguras?

Parece-me evidente que em tudo isto há uma agenda dissimulada ou oculta. Já agora, por que é que os bancos deverão ser distanciados ao ponto de não permitirem que os genuflectórios possam ser usados? Será que o facto de se ajoelhar constitui um perigo de ser contagiado ou de contagiar os outros? O mínimo que se pode concluir é que tudo isto é muito estranho.

Hoje no periódico na-linha (on-line) Observador vem uma síntese de uma entrevista, em podcast, do Cardeal Marto. O título do texto é o seguinte: Cardeal António Marto critica quem exige comunhão na boca apesar da pandemia. “Jesus disse ‘tomai e comei’. Não disse ‘abri a boca’”. Pessoalmente tenho as maiores dúvidas que o Senhor Cardeal tenha proferido tal monumental dislate — o Observador, aliás, já distorceu declarações do Senhor Bispo do Porto sobre a Virgindade da Santíssima Maria Mãe de Deus…

Por que é que não creio que o Senhor Cardeal tenha afirmado o que ali se diz? Evidentemente, porque seria uma idiotice singular.

Em primeiro lugar, na Última Ceia, onde foram proferidas essas palavras, são instituídos dois Sacramentos, a saber, o da Eucaristia e o do Sacerdócio Ministerial. As palavras de Jesus ‘tomai e comei’ são dirigidas aos Apóstolos, e não aos fiéis em geral. Os Bispos, não os Cardeais enquanto somente tais, são sucessores dos Apóstolos, não são mais do que eles.

Em segundo lugar, muito me admiraria que o Cardeal Marto tão aberto e defensor do ‘desenvolvimento doutrinal’ no que diz respeito aos divorciados que invalidamente se ‘casam’ pelo civil, admitindo-os aos Sacramentos, seja um ‘arqueologista’ no que respeita ao ‘desenvolvimento, aprofundamento doutrinal em relação à Sagrada Eucaristia’. A ser assim, isso significaria que actualmente deveríamos celebrar a Santa Missa reclinados (deitados) à volta de uma mesa, comer um cordeiro com ervas amargas, beber quatro taças de vinho, etc.

Haveria mais razões que poderia invocar para não dar crédito às supostas afirmações do pobre Cardeal Marto, mas creio que estas duas, para já, serão suficientes.

À honra de Cristo. Ámen.

PS-a ilustração é nossa

retirado da Alternativa Portugal 

A favor da Liberdade de Expressão publicamos este texto, escrito com excepcional graça e sólido saber. Já sabemos que os catolaicos, como o Anacleto se escandalizarão. Um escandalizado é D.Carlos Azeredo, escandalizou-se aqui, por um texto de Frei Nuno contra o lobby gay e terminou deportado em Roma, por alegadamente ter acossado um padre.    

 


publicado por porabrantes às 18:56 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Nada melhor que umas bofe...

'Não apagarão o passado. ...

SOBRE A INSTRUMENTALIZAÇÃ...

Gaspar Castanho, Capitão ...

D.Pedro perdoa dívidas da...

Quando Júlio Dinis não ve...

Bibliografia abrantina: G...

Cada abrantino paga mais ...

CMA no banco dos réus

Um poeta que nunca estará...

arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

celeste simão

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Maio 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds